sicnot

Perfil

País

Pessoa desaparecida no rio Criz após queda de carro de rali

Uma pessoa desapareceu esta quarta-feira no rio Criz, em Mortágua, distrito de Viseu, na sequência do despiste de uma viatura de rali, disse à agência Lusa fonte da Proteção Civil de Viseu.

De acordo com fonte do Comando Distrital de Operação de Socorro (CDOS), a viatura, que andava em treinos de rali, despistou-se e foi parar ao rio, onde, às 17:35, ainda estava submersa.

A mesma fonte sublinhou que o desaparecido era um dos ocupantes do veículo e não se encontra no habitáculo do automóvel de rali. O outro ocupante sofreu ferimentos ligeiros.

O alerta para o acidente foi dado às 15:16 e no local estavam às 17:35 os bombeiros voluntários de Viseu, com uma equipa de mergulhadores, além de elementos dos bombeiros de Mortágua e de Santa Comba Dão, Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) e Guarda Nacional Republicana (GNR).

A população mais próxima do local do acidente é Vale de Paredes, Mortágua.

O rio Criz nasce na serra do Caramulo e desagua no rio Dão, já na albufeira da Aguieira.

Lusa

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.