sicnot

Perfil

País

Presidente da Câmara de Vila Verde detido por suspeita de corrupção

O presidente da Câmara de Vila Verde, António Vilela foi hoje detido por suspeita de corrupção e prevaricação relacionado com a alienação, a uma empresa privada, de 51% de uma escola profissional.

De com fonte ligada ao processo, além do autarca do PSD foi detido o proprietário da Escola profissional Amar Terra Verde (EPATV) fundada, em 2013 pelos municípios de Vila Verde, Amares e Terras de Bouro.

A mesma fonte revelou que os dois detidos vão ser ouvidos pelo Ministério Público (MP) e pelo Juiz de Instrução no Tribunal de Braga, desconhecendo-se ainda se isso acontecerá durante o dia de hoje.

Em causa estará um caso de alegada prática dos crimes de corrupção e prevaricação no processo de alienação daquela escola, a uma empresa privada, da concessão de um parque estacionamento à superfície e da construção de um parque de estacionamento a uma empresa do setor da construção civil.

Com Lusa

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11