sicnot

Perfil

País

PJ investiga morte de bebé no Hospital da Guarda

PJ investiga morte de bebé no Hospital da Guarda

Uma grávida perdeu a bebé depois de ter estado hora e meia à espera de ser atendida no hospital da Guarda. A família acusa o médico de negligência e falta de assistência. O caso já está nas mãos da PJ e Ministério Público.

  • Morte de bebé no Hospital da Guarda vai ser investigada
    3:29

    País

    O presidente do Conselho de Administração do Hospital da Guarda afirmou, esta manhã, que será iniciado na segunda-feira um inquérito para apurar factos e "eventuais responsabilidades" no caso de uma grávida que perdeu o bebé depois de esperar mais de uma hora para ser observada por um obstetra. Carlos Rodrigues explicou que "o atraso ou não (do médico) vai ser objeto de investigação". A morte da bebé, ocorrida ontem, vai ser investigada pela Administração Regional de Saúde.

  • Grávida perde bebé enquanto esperava por obstetra no Hospital da Guarda

    País

    Uma grávida perdeu o bebé depois de ter estado à espera para ser atendida nas urgências do Hospital da Guarda. A mulher, de 39 anos, entrou no serviço de obstetrícia com perdas de sangue. Foi acompanhada por enfermeiros na triagem mas o médico, que se encontrava no hospital, só terá respondido à emergência hora e meia depois.

  • Rui Santos revela novos e-mails que envolvem o Benfica
    1:52
    Tempo Extra

    Tempo Extra

    3ª FEIRA 23:00

    No programa da SIC Notícias Tempo Extra, Rui Santos revelou esta terça-feira que o blogue de Hugo Gil, associado ao Benfica, partilhou informação privilegiada da APAF (Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol) com várias figuras do clube da Luz.

  • "É preciso namorar bem para que o namoro dê certo"
    2:31
  • Governo vai proibir refeições nos monumentos com estatuto de panteão
    0:53

    País

    O Governo vai acabar com as refeições no Panteão Nacional e em edifícios com estatuto semelhante, como os mosteiros dos Jerónimos e da Batalha. A decisão foi anunciada esta terça-feira pelo ministro da Cultura, no Parlamento. Luís Filipe Castro Mendes esclareceu que a decisão surge no âmbito da revisão do regulamento sobre os monumentos.

  • O Futuro Hoje na maior feira eletrónica de consumo do mundo
    5:14