sicnot

Perfil

País

PJ investiga morte de bebé no Hospital da Guarda

PJ investiga morte de bebé no Hospital da Guarda

Uma grávida perdeu a bebé depois de ter estado hora e meia à espera de ser atendida no hospital da Guarda. A família acusa o médico de negligência e falta de assistência. O caso já está nas mãos da PJ e Ministério Público.

  • Morte de bebé no Hospital da Guarda vai ser investigada
    3:29

    País

    O presidente do Conselho de Administração do Hospital da Guarda afirmou, esta manhã, que será iniciado na segunda-feira um inquérito para apurar factos e "eventuais responsabilidades" no caso de uma grávida que perdeu o bebé depois de esperar mais de uma hora para ser observada por um obstetra. Carlos Rodrigues explicou que "o atraso ou não (do médico) vai ser objeto de investigação". A morte da bebé, ocorrida ontem, vai ser investigada pela Administração Regional de Saúde.

  • Grávida perde bebé enquanto esperava por obstetra no Hospital da Guarda

    País

    Uma grávida perdeu o bebé depois de ter estado à espera para ser atendida nas urgências do Hospital da Guarda. A mulher, de 39 anos, entrou no serviço de obstetrícia com perdas de sangue. Foi acompanhada por enfermeiros na triagem mas o médico, que se encontrava no hospital, só terá respondido à emergência hora e meia depois.

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".