sicnot

Perfil

País

Portugal é o 4º país a acolher mais refugiados

Arquivo

ANDRÉ KOSTERS / LUSA

Portugal já recebeu 1.001 refugiados ao abrigo do programa europeu de recolocação. Acima só a França, a Alemanha e a Holanda, segundo os dados do Governo português e da UE.

Dos 1.001 refugiados, 673 são adultos e 328 são crianças, havendo 322 pessoas que chegaram sozinhas e 166 agregados familiares.

Números divulgados hoje pelo Governo e já incluem as pessoas que chegaram esta semana. Segundo o ministro-adjunto os dados revelam que Portugal "é um dos países mais ativos no cumprimento do objetivo europeu de solidariedade".

Eduardo Cabrita admitiu ainda que o programa de recolocação tem tido "dificuldades administrativas várias", mas o facto de Portugal já ter acolhido mais de mil pessoas, dentro do objetivo de cerca de cinco mil com que se comprometeu, mostra que o país tem "uma posição ativa no espaço europeu e uma posição solidária".

Questionado sobre o facto de vários refugiados já terem abandonado Eduardo Cabrita lembrou que estão em causa "cidadãos livres que fugiram de zonas de guerra".

"Esse fenómeno de saída de programa, designadamente procurando reagrupamento familiar, passa-se em toda a Europa", disse o ministro, dando como exemplo a Suíça, onde a taxa de saída é de 25%.

Por conseguinte o Governo diz que Portugal é dos países "com maior taxa de cumprimento da quota" a que se comprometeu, lamentando, por outro lado, os países que se recusaram a receber estas pessoas.

Os primeiros refugiados chegaram a Portugal a 15 de dezembro de 2015, duas semanas depois da tomada de posse do atual Executivo que dá prioridade ao ensino da língua portuguesa e à formação profissional, para que os refugiados conseguiam integra-se em Portugal depois de terminado o período de 18 meses durante o qual existe apoio financeiro da União Europeia.

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • Sociedade de Pneumologia recomenda cuidados com calor e incêndios

    País

    A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) alertou esta quarta-feira para os riscos respiratórios decorrentes dos incêndios e temperaturas elevadas, sobretudo para quem sofre de doenças crónicas, propondo medidas preventivas e recordando o aumento de mortalidade associado ao calor.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14
  • Mulher vive sozinha numa ilha há 40 anos

    Mundo

    Zoe Lucas é a única pessoa a viver numa ilha canadiana, no norte do Atlântico. Nas últimas quatro décadas, a mulher de 67 tem partilhado a ilha Sable com cerca de 400 cavalos selvagens e 350 espécies de pássaros.