sicnot

Perfil

País

Prisão preventiva para os seis detidos em operação de combate à pornografia infantil

Os seis homens detidos na terça-feira por posse, divulgação e partilha de pornografia de menores ficaram em prisão preventiva, informou a Procuradoria-Geral Distrital da Lisboa (PGDL).

A PGDL adianta que os homens, depois de presentes a primeiro interrogatório judicial, "ficaram fortemente indiciados pela prática de crimes de pornografia de menores através da internet".


De acordo com a informação anteriormente divulgada pela Polícia Judiciária (PJ), os seis homens foram detidos durante uma operação, efetuada na terça-feira, de combate à pornografia de menores na internet, cumprindo nove mandados de busca em várias zonas do país.
Durante as buscas foi apreendido o material informático relacionado com os delitos, continuando as diligências para se apurar a extensão da atividade e conexões criminosas do caso.


A PGDL já tinha divulgado que as buscas incidiram na área da Grande Lisboa e no Porto, precisando que na denominada operação 'Daylight', foram realizadas nove buscas domiciliárias.


A investigação começou com uma comunicação da Europol e ficou a cargo do Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa, tendo a PGDL informado, na altura, que existiam "indícios de que os suspeitos, residentes nas áreas da grande Lisboa e do Porto, guardavam em computadores e/ou outros dispositivos de armazenamento de dados, ficheiros contendo imagens de abusos sexuais de crianças, os quais partilham na internet".


A investigação prossegue sob a direção do Ministério Público da 2.ª secção do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP)de Lisboa, com a coadjuvação da PJ.


Na semana passada, foi também posta em marcha uma operação de combate à pornografia infantil e acesso ilegítimo, com buscas em locais da Grande Lisboa e zonas limítrofes.


Também neste caso, na base da investigação esteve uma troca de informações com polícias de outros países, através da Europol.

Lusa

  • Seca contribui para a redução de nutrientes no mar e está a afetar a pesca
    2:11
  • Francisco George toma posse como presidente da Cruz Vermelha Portuguesa

    País

    O ex-diretor-geral da Saúde, Francisco George toma hoje posse como presidente da Cruz Vermelha Portuguesa. Em entrevista à Lusa, manifestou a intenção de criar uma unidade para abastecimento de água potável e redução dos problemas de saneamento em catástrofes como os incêndios deste verão. Além disso, em nome da transparência, vai tornar públicas as contas do organização, incluindo os donativos.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44