sicnot

Perfil

País

UNITA pede ponderação na preparação da visita de António Costa a Angola

© Ed Cropley / Reuters

A UNITA pediu hoje ponderação na preparação da visita do primeiro-ministro português a Angola, recordando que o país já está em pré-campanha para as eleições gerais de agosto e receando a conotação com um apoio ao partido no poder. "Nós entendemos que é preciso muita, muita ponderação, porque se de um lado a cooperação entre Estados é necessária, por outro lado Angola está a viver um período de pré-campanha", disse o porta-voz da UNITA.

A posição foi transmitida hoje à Lusa pelo porta-voz da União Nacional para Independência Total de Angola (UNITA), Alcides Sakala, depois de o ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, ter admitido, em Luanda, que a visita de António Costa ao país poderá ocorrer ainda nesta primavera.


A UNITA pretende desde já salvaguardar que as visitas - além do primeiro-ministro, também se prevê a posterior deslocação oficial do Presidente da República - "não configurem um apoio político ao partido no poder", num momento que é, defendeu, de "uma espécie de Governo de gestão" em Angola.


"É preciso muita ponderação relativamente a esses programas que eventualmente se venham a preparar, de visita ao nosso país. Angola está numa fase de transição e vivemos já um período muito intenso de pré-campanha", advertiu o porta-voz da UNITA.
"Queremos evitar o que aconteceu com o doutor Cavaco Silva em 1991, que, enquanto primeiro-ministro [português] , foi utilizado pelo MPLA, apresentando-o num comício, no Moxico [província angolana] ", recordou Sakala.


As eleições gerais em Angola estão previstas para agosto próximo e o cabeça-de-lista do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), partido no poder desde 1975, será o atual ministro da Defesa Nacional, general João Lourenço, que inicia hoje, no Lubango, província da Huíla, a sua pré-campanha eleitoral.


No poder em Angola desde setembro de 1979, José Eduardo dos Santos já não será candidato do MPLA nestas eleições e não integra qualquer lista.


"Não colocamos em causa as relações entre os dois Estados, obviamente, mas os timings' têm que ser devidamente ponderados", concluiu o deputado e porta-voz da UNITA.


O ministro dos Negócios Estrangeiros português disse, na segunda-feira, em Luanda, que a visita do primeiro-ministro de Portugal a Angola poderá ocorrer ainda nesta primavera, depois dos contactos efetuados durante a sua visita de três dias ao país.
Augusto Santos Silva manifestou a sua satisfação pelos resultados da visita, reiterando as relações "muito densas e ricas" entre os dois países, nas áreas político-diplomática e económica.


Segundo o chefe da diplomacia portuguesa, a sua visita a Angola visou fazer a síntese de vários encontros setoriais, de preparação para a visita do primeiro-ministro, que por sua vez criará as condições para a visita de Estado do Presidente da República português.


"O que nós acertámos basicamente nas conversas havidas, quer a nível dos dois ministros das Relações Exteriores, quer depois na minha conversa na audiência que o Presidente da República me concedeu, o que nós conviemos foi que marcaríamos a visita para a primeira data possível. A minha expectativa é que a visita do primeiro-ministro de Portugal a Angola se realize ainda nesta primavera", referiu.

Lusa

  • Acidente durante funeral em Miranda do Corvo causa 12 feridos
    2:39

    País

    Um acidente na zona de Miranda do Corvo fez esta terça-feira 12 feridos, um em estado grave. Foi durante um funeral, quando falharam os travões a um dos carros que seguia no cortejo, como explicou, em direto do local, o repórter Miguel Ângelo Marques.

  • Instalações militares vão ter reforço de segurança
    0:52

    Assalto em Tancos

    Depois do caso do roubo de material em Tancos, várias instalações militares vão sofrer um reforço de segurança do material que armazenam. As conclusões sobre o furto dos paióis de Tancos serviram de base às medidas anunciadas esta terça-feira pelo Ministério da Defesa. 

  • SIC faz-se à estrada para ouvir eleitores
    2:13
  • Os elevadores do futuro
    7:13
  • Demências afetam 50 milhões de pessoas
    2:23

    Mundo

    Cinquenta milhões de pessoas em todo o mundo e mais de 150 mil em Portugal sofrem de demências como o Alzheimer ou o Parkinson. Oitenta especialistas de 21 países reúnem-se esta semana na Fundação Champalimau, em Lisboa, para falar deste tipo de epidemia silenciosa.

  • Furacão Maria deixa 25 mil pessoas sem eletricidade em Guadalupe
    2:24
  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC