sicnot

Perfil

País

António Costa felicita Marcelo

António Costa felicita Marcelo

O primeiro-ministro fala de um ano exemplar de cooperação entre os órgãos de soberania. Em Bruxelas, António Costa felicitou Marcelo Rebelo de Sousa, assinalando o contributo que deu ao longo do primeiro ano de mandato para a paz social no país.

  • 1 ano de "afetos e proximidade" com Marcelo em Belém
    3:08

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa completa hoje, 9 de março, o primeiro ano de mandato como Presidente da República. O professor foi eleito à primeira volta, aos 67 anos, com 52% dos votos, e revolucionou a forma de estar em Belém ao cultivar uma relação de proximidade com os eleitores. "Afetos, proximidade, simplicidade e estabilidade" foram os princípios que definiu para Belém. Uma possível recandidatura só será decidida em 2020.

  • Marcelo "foi deselegante a todos os níveis"
    0:43

    País

    O líder parlamentar do PSD acusa o Presidente da República de ter tido uma reação infeliz e deselegante quando discordou da presidente do Conselho de Finanças Públicas, Teodora Cardoso, quando defendeu que o défice de 2016 era "quase um milagre". Luís Montenegro diz que a resposta de Marcelo foi desadequada, mas lembra que esse não tem sido o padrão do Presidente.

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.