sicnot

Perfil

País

Conselho da FCHS marca reunião de urgência após polémico cancelamento de palestra

O Conselho da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa marcou uma reunião, com caráter de urgência, para esta sexta-feira, sobre a responsabilidade social da faculdade e a liberdade de expressão. A reunião foi convocada pelo presidente do conselho, Francisco Pinto Balsemão, na sequência do caso do cancelamento da conferência de Jaime Nogueira Pinto.

O encontro, que contará com a presença do reitor da Nova, está marcada para esta sexta-feira às 15h30.

Entretanto, a Associação Académica de Coimbra manifestou-se hoje solidária com os dirigentes da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, que foram alegadamente ameaçados. A associação de Coimbra aprovou mesmo uma moção de apoio aos estudantes de Lisboa, que se opuseram à realização da palestra e que dizem ter sido depois intimidados por supostos elementos da extrema-direita.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da associação recusa-se, no entanto, a fazer mais comentários sobre o caso.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.