sicnot

Perfil

País

Sindicato da guarda prisional denuncia "enorme falta de pessoal"

SIC

A propósito do incêndio ontem numa cela do estabelecimento prisional de Coimbra, o sindicato do corpo da guarda prisional alerta para as dificuldades e problemas que os guardas enfrentam, nomeadamente neste tipo de situações de emergência.

O incêndio foi provocado por um recluso que ateou fogo à cela. O sindicato esclarece que, na altura, estavam no estabelecimento três guardas e que outros quatro tinham ido jantar no exterior da prisão, mas que voltaram assim que foi dado o alerta.

O sindicato denuncia que, além da "enorme falta de pessoal", não há bocas de incêndio suficientes, a mangueira disponível não era adequada e faltam ações de formação para que os guardas saibam como agir e como utilizar os equipamentos de emergência.

Em comunicado é ainda referido que o estabelecimento prisional de Coimbra tem uma lotação de 421 reclusos e que ontem tinha 512.

  • Emigrantes portugueses em Londres assinalaram o "Dia Sem Nós"
    2:13

    Brexit

    Com a segunda fase das negociações do Brexit prestes a começar, milhares de emigrantes europeus no Reino Unido uniram-se ontem no chamado "Dia Sem Nós". O objetivo foi salientar a importância do contributo dos emigrantes para a economia britânica. Em Londres, o dia também foi assinalado junto da comunidade portuguesa.

    Correspondente SIC