sicnot

Perfil

País

Sindicato da guarda prisional denuncia "enorme falta de pessoal"

SIC

A propósito do incêndio ontem numa cela do estabelecimento prisional de Coimbra, o sindicato do corpo da guarda prisional alerta para as dificuldades e problemas que os guardas enfrentam, nomeadamente neste tipo de situações de emergência.

O incêndio foi provocado por um recluso que ateou fogo à cela. O sindicato esclarece que, na altura, estavam no estabelecimento três guardas e que outros quatro tinham ido jantar no exterior da prisão, mas que voltaram assim que foi dado o alerta.

O sindicato denuncia que, além da "enorme falta de pessoal", não há bocas de incêndio suficientes, a mangueira disponível não era adequada e faltam ações de formação para que os guardas saibam como agir e como utilizar os equipamentos de emergência.

Em comunicado é ainda referido que o estabelecimento prisional de Coimbra tem uma lotação de 421 reclusos e que ontem tinha 512.

  • Vaca algarvia em risco de extinção
    3:42

    País

    É uma corrida contra o tempo e o risco iminente de extinção. Numa altura em que são conhecidos apenas cinco exemplares da raça bovina algarvia, a inseminação artificial parece ser a única forma de evitar o desaparecimento completo de uma raça que foi desaparecendo com as mudanças na agricultura.