sicnot

Perfil

País

Ferro Rodrigues admite rever forma de debate dos votos em plenário do Parlamento

(Arquivo)

ANT\303\223NIO COTRIM

O presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, admitiu esta sexta-feira rever a forma de discussão em plenário dos votos apresentados pelos diferentes grupos parlamentares, adiantando que o assunto será discutido em conferência de líderes.

A posição do presidente da Assembleia da República foi transmitida após o deputado e dirigente do CDS-PP Telmo Correia ter protestado pelos tempos regimentais atribuídos a cada bancada - quatro minutos - para debater temas tão diversos como a atitude do Governo húngaro em relação aos refugidos, a atuação da força política espanhola "Podemos" face à comunicação social, a comemoração do Dia Internacional da Mulher ou as recentes conquistas dos atletas Nelson Évora e Patrícia Mamona no Campeonato da Europa de Atletismo em Belgrado.

"Este método que estamos a seguir em plenário é uma misturada, gerando uma enorme confusão. Penso que esta prática apenas contribui para a banalização dos votos e não possibilita uma discussão que dignifique o parlamento", advertiu Telmo Correia.

O dirigente do CDS-PP defendeu, em seguida, que a conferência de líderes parlamentar deverá ponderar sobre a melhor forma de se proceder a uma discussão dos votos - uma posição em relação à qual o presidente da Assembleia da República concordou.

Lusa

  • Condutora que atropelou peregrinos "internada compulsivamente"

    País

    A condutora do veículo que hoje atropelou seis peregrinos na Estrada Nacional 365, em Alcanena, apresentava problemas do foro psicológico e teve de ser internada compulsivamente. O atropelamento esta madrugada fez uma vítima mortal, um homem, e feriu cinco pessoas, uma das quais em estado grave.

  • Maduro deve ser reeleito em eleições contestadas pela oposição
    1:46

    Mundo

    Os venezuelanos elegem hoje o Presidente que deverá estar à frente do país até 2025. Há quatro candidatos, mas Nicolás Maduro é o favorito na corrida. A oposição apelou ao boicote e vários países da América e das Caraíbas, os EUA e a UE já avisaram que não reconhecerão resultados de uma eleição que não é livre nem transparente.

  • A solução de Elon Musk para os engarrafamentos em Los Angeles
    1:23