sicnot

Perfil

País

Cristas acusa Governo de centrar discurso nas metas do défice

Presidente do CDS-PP, Assunção Cristas

Jo\303\243o Relvas

A líder dos centristas, Assunção Cristas, acusa o Governo liderado por António Costa de centrar o discurso nas metas do défice e garante que o Conselho de Ministros do Executivo PSD-CDS nunca foi envolvido nas questões da banca. Declarações proferidas em entrevista ao jornal Público.

A antiga ministra da Agricultura e do Mar alega que o atual Governo está a usar os mesmos instrumentos que Pedro Passos Coelho usou para cumprir as imposições da União Europeia.

Na entrevista que hoje faz capa do Público, a candidata a Lisboa acusa o Executivo de fugir ao que prometeu no programa eleitoral e diz que, independentemente da devolução de rendimentos às famílias, não acredita numa diminuição significativa da carga fiscal.

Na mesma entrevista, Cristas volta a sair em defesa de Paulo Núncio, a propósito da polémica das transferências para contas offshores.

Já em relação ao setor financeiro, a centrista defende que a banca é um assunto do Banco de Portugal e que o CDS resistiu à recondução do governador Carlos Costa. Além disso, Cristas garante que o colapso do BES nunca foi discutido com profundidade nas reuniões do conselho de ministros.

Na entrevista ao Público, a antiga ministra da Agricultura e do Mar alega que o atual governo está a usar os mesmos instrumentos que Pedro Passos Coelho usou para cumprir as imposições da União Europeia.

A candidata a Lisboa acusa o Executivo de fugir ao que prometeu no programa eleitoral e diz que, independentemente da devolução de rendimentos às famílias, não acredita numa diminuição significativa da carga fiscal.

Na mesma entrevista, Cristas volta a sair em defesa de Paulo Núncio, a propósito da polémica das transferências para contas offshores. Já em relação ao setor financeiro, a centrista defende que a banca é um assunto do Banco de Portugal e que o CDS resistiu à recondução do governador Carlos Costa.

Além disso, Assunção Cristas garante que o colapso do BES nunca foi discutido com profundidade nas reuniões do Conselho de Ministros.

  • A promessa que João Mário vai ter de cumprir se Portugal for campeão
    1:36

    Rumo ao Mundial 2018

    Oito jogadores da seleção participaram num evento em que responderam às dúvidas de jovens adeptos, em Lisboa. Os jogadores mostraram-se otimistas pelo caminho que têm em frente. Já João Mário foi confrontado com a promessa que não cumpriu de deixar crescer o cabelo se Portugal vencesse o Euro 2016. Agora, faz uma nova promessa: se Portugal for campeão mundial, deixa crescer o cabelo à Fellaini.

  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula da Silva
    3:30