sicnot

Perfil

País

Mãe que saltou para o Cávado com filho condenada por homicídio simples

O Tribunal de Braga condenou hoje a mãe que saltou para o rio Cávado com o filho, em junho do ano passado, a 10 anos de prisão numa unidade de saúde mental, por homicídio simples.

Última atualização às 15:02

A mulher, de 37 anos, estava acusada pelo crime de homicidio qualificado, mas acabou por ser condenada por homicídio simples, pela morte da criança de 6 anos.

A arguida tem estado nos últimos nove meses internada, com pulseira electrónica, numa unidade de saúde mental. E assim deverá continuar, enquanto se mantiver em estado de depressão, já que o colectivo de juízes considerou que os estabelecimentos prisionais não são, por agora, adequados à reclusa.

A defesa chegou a alegar que a arguida seria inimputável, por sofrer de problemas mentais. Não foi esse no entanto o entendimento do tribunal.

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52