sicnot

Perfil

País

Buscas em praia de Cascais para encontrar pescador que caiu ao mar

A Polícia Marítima está a realizar buscas na praia da Biscaia, em Cascais, para encontrar um pescador lúdico que hoje caiu ao mar, disse à agência Lusa o porta-voz da Marinha.

O comandante Pedro Coelho Dias adiantou que o alerta do desaparecimento do pescador foi dado por populares ao fim da manhã, tendo já sido encontradas no local umas luvas e algum material de pesca.

Entretanto, o porta-voz da Marinha avançou à Lusa que se trata de um homem com 32 anos que, na altura, estava a pescar juntamente com outros dois, tendo os familiares já confirmado o desaparecimento do pescador.

Segundo o porta-voz da Marinha, um helicóptero da Força Aérea já esteve a sobrevoar o local entre as 12:30 e as 14:30, meio aéreo que vai ser novamente mobilizado para o local.

Nas operações de busca estão envolvidas uma lancha e mergulhadores forenses da Polícia Marítima, um navio da Marinha e uma lancha do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) de Cascais, de acordo com o comandante Pedro Coelho Dias

No local, estão também os bombeiros.

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras