sicnot

Perfil

País

Família de Tires vai ser realojada pela Câmara de Cascais

Família de Tires vai ser realojada pela Câmara de Cascais

A Câmara Municipal de Cascais prometeu uma casa para a família de nove pessoas cuja moradia foi destruída esta segunda-feira na queda da aeronave em Tires. O casal João e Fátima perderam tudo o que havia no andar de cima pelo fogo. Já o andar de baixo ficou danificado com uma das explosões.

  • PJ recolheu indícios em Tires
    2:38

    País

    As aeronaves de modelo igual à que esta segunda-feira se despenhou em Tires, foram alvo de um alerta urgente nos Estados Unidos, emitido pelo organismo que investiga os acidentes com aviões civis. Foram detetados circuitos elétricos defeituosos que podem levar a explosões e que podem já ter levado à queda de duas aeronaves nos Estados Unidos. Esta é uma pista que pode agora ser seguida pelos inspetores portugueses, que estiveram esta terça-feira a recolher vestígios no local do acidente.

  • Ortopedista e empresário entre as vítimas do acidente em Tires
    1:22

    País

    Entre as vítimas do acidente em Tires está um ortopedista francês e um homem suíço que fundou uma empresa internacional de próteses médicas. Os dois homens viajaram com as mulheres até Lisboa para passar a Páscoa. O condutor do camião que foi atingido na queda do aparelho era um português de 48 anos e vivia em Mem Martins.

  • Autoridades dos EUA já tinham alertado para problemas no modelo de aeronave
    1:33

    País

    No início do ano, o organismo norte-americano que investiga acidentes com aeronaves pediu a reparação urgente do modelo semelhante ao que ontem se despenhou em Tires. Isto depois de ter investigado dois acidente nos Estados Unidos, um na Califórnia e outro no Nevada. A SIC teve acesso ao relatório em que as autoridades pedem a reparação urgente. Em causa, possíveis problemas nos circuitos elétricos no Piper PA-31T Cheyenne.

  • Captura ilegal de cavalos-marinhos na Ria Formosa
    3:02

    País

    Há cada vez menos cavalos marinhos na Ria Formosa. Cientistas da Universidade do Algarve dizem que a maior população desta espécie no mundo, que é a que existe na Ria Formosa, está ameaçada devido à captura ilegal para o mercado asiático. Dizem que, se nada for feito para travar este fenómeno, esta espécie protegida pode desaparecer em poucos anos.