sicnot

Perfil

País

Fenprof volta hoje à rua com faixa de 550 metros

ANT\303\223NIO COTRIM

A Federação Nacional de Professores (Fenprof) volta hoje a sair à rua para fazer desfilar em Lisboa uma faixa de 550 metros com fotografias de rostos de docentes e os problemas que enfrentam.

Entre 1.500 a 2.000 professores são esperados na iniciativa, que começa com uma concentração frente ao Ministério da Educação, seguindo-se o desfile para São Bento, onde se situa a residência oficial do primeiro-ministro, António Costa, e o parlamento.

A estrutura sindical admite realizar outras manifestações de maior dimensão e recorrer à greve para reivindicar melhores condições de trabalho e de remuneração.

O descongelamento das carreiras, a aposentação ao fim de 36 anos de serviço, sem penalização, e a manutenção das escolas na tutela do Ministério da Educação são temas que os sindicatos têm mantido na ordem do dia e dos quais não estão dispostos a abdicar.

Lusa

  • Fenprof admite convocar greve nacional
    0:56

    País

    O secretário-geral da Fenprof admite convocar uma greve nacional. Na véspera da concentração de professores, marcada para amanhã, Mário Nogueira diz que se não houver respostas concretas às reivindicações, os professores podem parar.

  • Fuzileiros continuam no terreno a ajudar população
    3:03
  • Chef russo aconselha bife tártaro aos jogadores portugueses
    1:29
  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44
  • Desacatos no aeroporto de Faro deixam turistas britânicos em terra
    1:46

    País

    Cinco pessoas, que integravam o grupo de turistas britânicos que nos últimos dias causou desacatos em Albufeira, foram ontem impedidas de regressar a Inglaterra. Agressões no aeroporto e desacatos à entrada do avião levaram os comandantes de dois voos a recusar levar aqueles passageiros.