sicnot

Perfil

País

No 25 de Abril Costa abre jardins de São Bento com música e poemas

SIC

O primeiro-ministro, António Costa, assinala a Revolução de 25 de Abril, na terça-feira, abrindo novamente aos cidadãos os jardins da residência oficial, onde haverá um concerto de Jorge Palma e o ex-candidato presidencial Manuel Alegre lerá poemas.

De acordo com a informação transmitida à agência Lusa pelo gabinete do primeiro-ministro, os jardins de São Bento vão estar neste dia abertos ao público a partir das 14:30 horas.

António Costa, que de manhã estará presente na sessão solene comemorativa do 43º aniversário do 25 de Abril na Assembleia da República, vai associar-se a diversos momentos culturais ao longo de tarde.

Pelos jardins de São Bento, vão passar também vários membros do Governo, em particular o ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes.

No programa deste ano, além do concerto de Jorge Palma, que encerrará o conjunto de iniciativas daquela tarde cultural, está prevista uma homenagem a Manuel Alegre pelos cinquenta anos de "O Canto e as Armas", com leitura de poemas deste livro histórico.

Segundo o gabinete do primeiro-ministro, "o próprio autor, Manuel Alegre, será um dos que irá ler poemas durante a tarde nos jardins". "A poesia será um ponto forte nas comemorações, já que ao longo da tarde haverá a leitura de "Poemas Livres" alusivos à liberdade, com a interpretação de diversas personalidades da cultura e das artes", refere ainda o mesmo gabinete.

Entre os pontos altos do programa inclui-se também a inauguração de uma escultura de Vhils que invoca os princípios da revolução.

A escultura de Vhils, uma imponente escultura de oito toneladas e que foi concebida pelo artista plástico especificamente para este efeito, ficará exposta nos jardins de São Bento de modo permanente e poderá ser visitada todos os domingos, dia em que os Jardins de São Bento estão abertos ao público.

O programa comemorativo do 25 de Abril inclui ainda espetáculos de teatro de marionetas para os mais novos, atuações musicais dos Cant'arte, das Cantadeiras do Redondo e da Banda Móvel.

O público interessado poderá igualmente participar em experiências de artes plásticas com o projeto Lata 65 e com a presença de Vhils, tendo ainda a possibilidade de gravar em vídeo a sua memória do 25 de abril, ou fazer um depoimento sobre os seguintes temas: "O que é a Revolução?" "O que é a Liberdade?" e "O que é a democracia?"

Lusa

  • Assalto à base militar de Tancos
    0:42

    País

    Várias granadas e munições foram roubadas dos paióis da base militar de Tancos. A Polícia Judiciária Militar já está a investigar.

  • Detido antigo diretor regional do BES na Madeira

    Queda do BES

    Foi detido o antigo diretor do Banco Espírito Santo da Madeira, no âmbito do chamado processo ao Universo GES. João Alexandre Silva tinha sido também o representante do BES na Venezuela, onde a instituição portuguesa abriu várias agências em diversas cidades e tinha cerca de 7600 clientes domiciliados.

    Notícia SIC

  • Couves, arroz integral e bróculos biológicos com pesticidas sintéticos
    2:29
  • ASAE apreende leite com água oxigenada para fabrico de queijo

    Economia

    A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu leite com água oxigenada, destinado ao fabrico de queijo. As investigações decorreram nos últimos dois meses e foram dirigidas a vários produtores de leite. As investigações iniciaram-se com a deteção de uma viatura para transporte do leite sem qualquer sistema de refrigeração.

  • Crise na Venezuela faz aumentar casos de desnutrição infantil
    2:13
  • Mulher mata namorado em brincadeira com arma no Youtube

    Mundo

    Uma mulher do Minnesota, nos EUA, está a ser acusada de disparar mortalmente sobre o namorado quando ambos faziam um vídeo para publicar no Youtube. Monaliza Perez, de 20 anos, foi detida depois de disparar sobre Pedro Ruiz, que segurava um livro junto ao seu peito, confiante que seria o suficiente para parar a bala.

  • Comissão Europeia adota plano contra resistência a antibióticos

    Mundo

    A Comissão Europeia adotou, hoje, um plano para combater a resistência aos antibióticos, uma ameaça que mata anualmente 25 mil pessoas na União Europeia (UE) e custa 1,5 mil milhões de euros. Em paralelo ao plano, apresenta ainda regras para um "uso prudente de antibióticos".