sicnot

Perfil

País

Proteção Civil alerta para perigo de incêndio

Proteção Civil alerta para perigo de incêndio

Nos próximos três dias os termómetros vão subir aos 30 graus um pouco por todo o país. A Proteção Civil alerta assim para o perigo de incêndio florestal e lançou um altera à população.

  • Cerca de 50 bombeiros continuam no Marão para evitar reacendimentos
    1:01

    País

    Cerca de 50 operacionais vão manter-se durante o dia de hoje na zona do Marão, Vila Real, para evitar reacendimentos do incêndio que deflagrou na quarta-feira e queimou uma área de pinhal. A Proteção Civil alerta para o perigo de incêndios florestais nos próximos três dias. O risco é mais elevado nas regiões norte e centro do país, onde as temperaturas podem chegar aos 30 graus.

  • Incêndio em Fafe ameaçou várias casas e duas fábricas
    1:35

    País

    Um incêndio florestal nos arredores de Fafe chegou a ameaçar duas fábricas de alumínio e várias habitações. As chamas foram dominadas ao final da tarde desta quarta-feira por cerca de 19 operacionais, apoiados por seis meios terrestres e um meio aéreo.

  • Centro e sul em alerta de risco de incêndio

    País

    As regiões norte e centro são as visadas no alerta para perigo de incêndios florestais emitido pela Autoridade Nacional de Proteção Civil na quarta-feira e que vigora até sábado. Os concelhos de Pampilhosa da Serra (Coimbra) e Monchique (Faro) estão hoje em risco "Máximo" de incêndio e outros 26 em risco "Muito Elevado", depois do alerta lançado na quarta-feira pela Proteção Civil.

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Metade dos moradores de Sandinha recusaram sair das casas
    3:14
  • Habitantes de Várzeas tentam regressar à normalidade
    2:48
  • Corpos da tragédia em Pedrógão guardados em camião de alimentos
    8:11

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Duarte Nuno Vieira, médico legista, esteve esta quinta-feira, na Edição da Noite, para comentar o que já foi feito e o que falta fazer em Pedrógão Grande, depois de ter sido atingido pelos incêndios. O presidente do Conselho Europeu de Medicina Legal defendeu que guardar os corpos das vítimas mortais num camião de alimentos foi uma "maneira de solucionar o problema da forma possível", visto que não há espaço no Instituto Nacional De Medicina Legal.

  • Johnny Depp sugere assassínio de Trump
    0:31