sicnot

Perfil

País

Proteção Civil alerta para perigo de incêndio

Proteção Civil alerta para perigo de incêndio

Nos próximos três dias os termómetros vão subir aos 30 graus um pouco por todo o país. A Proteção Civil alerta assim para o perigo de incêndio florestal e lançou um altera à população.

  • Cerca de 50 bombeiros continuam no Marão para evitar reacendimentos
    1:01

    País

    Cerca de 50 operacionais vão manter-se durante o dia de hoje na zona do Marão, Vila Real, para evitar reacendimentos do incêndio que deflagrou na quarta-feira e queimou uma área de pinhal. A Proteção Civil alerta para o perigo de incêndios florestais nos próximos três dias. O risco é mais elevado nas regiões norte e centro do país, onde as temperaturas podem chegar aos 30 graus.

  • Incêndio em Fafe ameaçou várias casas e duas fábricas
    1:35

    País

    Um incêndio florestal nos arredores de Fafe chegou a ameaçar duas fábricas de alumínio e várias habitações. As chamas foram dominadas ao final da tarde desta quarta-feira por cerca de 19 operacionais, apoiados por seis meios terrestres e um meio aéreo.

  • Centro e sul em alerta de risco de incêndio

    País

    As regiões norte e centro são as visadas no alerta para perigo de incêndios florestais emitido pela Autoridade Nacional de Proteção Civil na quarta-feira e que vigora até sábado. Os concelhos de Pampilhosa da Serra (Coimbra) e Monchique (Faro) estão hoje em risco "Máximo" de incêndio e outros 26 em risco "Muito Elevado", depois do alerta lançado na quarta-feira pela Proteção Civil.

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão