sicnot

Perfil

País

Pai retoma protesto contra adoção da filha após ser hospitalizado

O homem que estava há três dias em greve de fome e sede, junto ao Tribunal de Estarreja, contra a adoção da filha por terceiros, retomou o protesto após ter sido esta sexta-feira hospitalizado por desidratação, disse fonte dos Bombeiros.

Em declarações à Lusa, o comandante dos Bombeiros de Estarreja, Ernesto Rebelo, disse que foram chamados ao local, porque o homem, de 42 anos, teria caído, aparentemente devido a uma quebra de tensão.

"Ele estava sentado e caiu para o lado", disse o mesmo responsável, adiantando que o homem "entrou na ambulância pelo pé dele".

O advogado Aníbal Pinto, que representa o grevista, confirmou que o seu cliente foi internado esta tarde no Hospital de Aveiro, mas já retomou a greve de fome e de sede.

"No Hospital deram-lhe uma dose de soro reforçado e ele, quando acordou, assinou um termo de responsabilidade e foi outra vez para a porta do tribunal", disse o causídico.

Apesar de "entender o desespero deste homem", o advogado diz que se demarca da posição da greve de fome e apela a que alguém "olhe para este caso".

O homem contesta a decisão do tribunal de Família e Menores de Estarreja de ter dado a filha de oito anos para adoção.

Aníbal Pinto diz que não pode fazer nada pelo seu cliente, porque a decisão já transitou em julgado.

O processo teve início em 2010, quando a menina, então com dois anos, foi colocada numa instituição de acolhimento, após o pai ter sido condenado a três anos de prisão por condução sem carta e a mãe ter cometido uma tentativa de suicídio.

Depois disso, o casal tentou, sem sucesso, recuperar a menina, que acabou por ser mandada para adoção em 2015.

Lusa

  • Pai em greve de fome à porta do tribunal
    1:50

    País

    A Justiça tirou-lhe a filha e enviou-a para adopção. Paulo Fernandes está há três dias sem comer nem beber à porta do Tribunal de Estarreja. É um protesto desesperado contra alegados erros face de uma decisão que já transitou em julgado.

  • Coreia do Norte foi "isolada à força"

    Mundo

    O empresário espanhol León Smit, que organiza visitas à Coreia do Norte, diz que o país foi "isolado à força", sendo "muito difícil" estabelecer relações comerciais com Pyongyang, sob o regime de Kim Jong-un.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite