sicnot

Perfil

País

Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

Na Mata Nacional dos Medos, na Costa de Caparica, numa estrada florestal onde não passam carros.

Ricardo Rosa

Ricardo Rosa

Jornalista

Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

Em breve vamos esmiuçar estes 65,5 km, do Marquês de Pombal a Setúbal, percorridos em quatro horas a pedalar sem pressa de chegar - e mais algumas para desfrutar do passeio e almoçar a meio caminho.

Este foi o percurso, registado através da aplicação Strava e animada em vídeo no site Relive:

Por volta das 17:00, a equipa de "Dar a Volta" (leia mais sobre o projeto aqui), voluntários e acompanhantes entrou finalmente em Setúbal.

À chegada, Ana Santos, investigadora e professora da Faculdade de Motricidade Humana (e mentora do projeto) fez um balanço positivo da experiência, assinalando também os "pontos críticos" da viagem.

Qualquer um podia juntar-se à viagem, embora este não fosse um evento organizado, com escolta policial. A exceção foi o percurso na cidade de Lisboa, que levou também elementos da Polícia Municipal de bicicleta.

Do Marquês de Pombal a Belém, pedalaram também alguns decisores políticos como o secretário de Estado do Desporto ou o vereador da Câmara de Lisboa com essa pasta, além de elementos da CP e da Transtejo.

A travessia do Tejo fez-se no ferry até à Trafaria, de onde a comitiva, então mais reduzida, seguiu por uma das mais antigas ciclovias do país até à Costa de Caparica (sim, é possível ir à praia de bicicleta e em segurança sem ter que passar pelas habituais filas na Ponte no verão). E daí continuou em estrada até à Fonte da Telha e Aroeira.

Nos Foros da Amora, os cicloturistas entraram na Estrada Nacional 10. Bastante movimentada, por ali passam inclusive muitos camiões, durante a semana. Contudo, valem as largas bermas, que permitiram uma viagem segura de bicicleta.

A maior parte dos participantes fez a viagem em bicicletas elétricas - esse é também um dos objetivos do projeto "Dar a volta": o uso de bicicletas com pedalada assistida como verdadeira alternativa ao automóvel. Por isso, a entrada de "raspão" na Arrábida, após Azeitão, não custou a fazer.

O regresso a Lisboa foi feito de comboio, que permite o transporte gratuito de bicicletas.

"Dar a volta" continua online nos próximos dias, com a divulgação de mais elementos sobre este percurso, e volta à estrada a 6 de maio, para cumprir a etapa Setúbal-Sines, tal como foi a 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, que assinalou 90 anos esta quarta-feira.

  • Dar a Volta: o percurso da primeira etapa
    1:19

    País

    Foram 65,5km, do Marquês de Pombal a Setúbal, percorridos esta quarta-feira em quatro horas a pedalar sem pressa de chegar - e mais algumas para desfrutar do passeio e almoçar a meio caminho. Este foi o percurso, registado através da aplicação Strava e animada em vídeo no site Relive.

  • Dar a volta: o trajeto de Marquês de Pombal a Belém
    2:57

    País

    Esta quarta-feira, estivemos numa bicicleta a caminho de Setúbal no âmbito do projeto "Dar a Volta". Trata-se de uma iniciativa que pretende promover o uso da bicicleta em Portugal e dar uma nova vida à rota histórica da I Volta a Portugal, realizada em abril de 1927. Acompanhe aqui parte desse trajeto, de Marquês de Pombal a Belém.

  • Dar a Volta de Lisboa a Setúbal: da Trafaria à Caparica
    27:21

    Desporto

    Continuamos de bicicleta a caminho de Setúbal no âmbito do projeto "Dar a Volta". Esta iniciativa visa promover o uso da bicicleta em Portugal e dar uma nova vida à rota histórica da I Volta a Portugal que aconteceu há 90 anos. Acompanhe aqui parte do trajeto, entre Lisboa a Setúbal

  • Dar a Volta: de bicicleta na Nacional 10 a caminho de Setúbal
    10:29

    País

    É bastante movimentada, por ali passam inclusive muitos camiões, durante a semana. Contudo, valem as largas bermas, que permitiram uma viagem segura de bicicleta. A SIC acompanhou esta quarta-feira a primeira etapa da "Dar a Volta", em direto no Facebook da SIC Notícias, reveja aqui o vídeo.

  • O balanço da primeira etapa de "Dar a volta"
    8:33

    País

    A investigadora e professora Ana Santos, mentora do projeto "Dar a volta", fez um balanço da viagem entre Lisboa e Setúbal, à SIC Notícias, no final da viagem. "Dar a volta" ligou hoje as duas cidades de bicicleta, numa reedição da primeira etapa da 1ª Volta a Portugal, mas desta vez com o objetivo de promover o uso dos velocípedes no dia-a-dia.

  • Será este o "momento mais Ronaldo" de sempre?

    Desporto

    Cristiano Ronaldo é protagonista de mais um momento que corre nas redes sociais. Depois de marcar o sexto golo do Real Madrid frente ao Desportivo da Corunha, o jogador português ficou ferido no rosto e foi obrigado a abandonar o campo. Mas antes, mesmo com a cara ensanguentada, pediu um telemóvel com "espelho" para ver a extensão do corte. Há quem brinque com a situação, dizendo que Ronaldo levou a sua obsessão com a sua imagem a um novo nível, mas há também quem desvalorize a situação.

    SIC

  • Democratas aceitam compromisso para acabar com shutdown nos EUA

    Mundo

    Os senadores democratas aceitaram esta segunda-feira um acordo orçamental provisório que vai permitir acabar com a paralisação parcial do Governo federal dos Estados Unidos, situação conhecida como shutdown, anunciou o líder da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer.

  • O jogador de futebol que se tornou Presidente de um país

    Mundo

    George Weah tomou posse esta segunda-feira como Presidente da Libéria. Foi a segunda vez que o antigo futebolista concorreu ao cargo, depois de em 2005 ser derrotado pela candidata Ellen Johnson-Sirleaf. Foi o primeiro e único futebolista africano a receber uma Bola de Ouro. A história de George Weah também passou por Portugal, onde ficou conhecido pela agressão ao ex-jogador do FC Porto, Jorge Costa, em 1996.

    Ana Rute Carvalho

  • Refeição de 1.100 euros em Veneza

    Mundo

    O centro de Veneza oferece os mais variados restaurantes. Com menu obrigatório, sem menu, com taxas, sem taxas, sentando ou em pé. Depois há aqueles restaurantes que cobram 1.100 euros por cinco pratos acompanhados por água. O caso aconteceu com quatro turistas japoneses, que depois de pagarem a conta, apresentaram queixa às autoridades. O presidente da Câmara da cidade italiana já disse que ia investigar a situação e, caso se confirmasse, prometeu que iria castigar os responsáveis.

    SIC