sicnot

Perfil

País

Um desafio para quem anda de bicicleta em Lisboa, Porto e Aveiro

MÁRIO CRUZ/LUSA

Ricardo Rosa

Jornalista

Começa esta segunda-feira uma competição pela cidade europeia que mais usa a bicicleta. Em Portugal, as áreas metropolitanas de Lisboa, Porto e Aveiro estão na prova. Qualquer um pode participar, basta usar uma aplicação no telemóvel e pedalar.

O European Cycling Challenge decorre durante todo o mês de maio e faz parte de um programa comunitário de promoção da bicicleta enquanto meio de transporte no quotidiano. Estão atualmente inscritos mais de 13 mil participantes de 52 localidades europeias. No fim do mês, vence a cidade que somar o maior número de quilómetros pedalados.

A contabilização das distâncias percorridas é feita através da aplicação Naviki (é gratuita), que deve ser instalada no smartphone por cada participante. Feito o registo, o utilizador adere ao desafio ECC2017 e à equipa que quer representar. Depois, terá que ligar a aplicação sempre que usar a bicicleta. As instruções estão no site oficial e a equipa de Aveiro fez também um tutorial em vídeo:

Além da região de Aveiro, Portugal participa no desafio com as áreas metropolitanas de Lisboa e Porto. Este domingo, eram pelo menos 257 os ciclistas urbanos portugueses inscritos:

  • Área Metropolitana de Lisboa: 134
  • Região de Aveiro: 96
  • Área Metropolitana do Porto: 27

Aveiro e Porto vão repetir a experiência, por sua vez Lisboa participa pela primeira vez.

As inscrições estão abertas durante o período do desafio, ou seja até ao fim de maio. Mas há que ter em conta que nem todas as atividades serão aceites, segundo o regulamento:

  • são válidas as viagens com velocidade média até 30 km/h;
  • são válidas as viagens com velocidade máxima até 45 km/h;
  • são válidas as viagens com percursos até 35 km;
  • as atividades de desporto e treino não são permitidas nas contagens.

O European Cycling Challenge existe desde 2012. As duas últimas edições foram ganhas pela cidade polaca de Gdansk, que este ano é já também a localidade com mais inscrições (1.869).

  • "Se Portugal não confia no sistema judicial de Angola não deve fazer negócios com o país"
    18:27

    País

    O julgamento do caso Fizz arrancou esta segunda-feira. Victor Silva, diretor do Jornal de Angola, esteve na Edição da Noite para analisar como estão as relações entre Portugal e Angola, numa altura em que Manuel Vicente viu recusada a transferência do processo para o país angolano. Victor Silva afirmou que a decisão de "separar os processos vai de encontro aos interesses dos dois estados" e vai mais longe ao dizer que se Portugal "não confia no sistema judicial de Angola então não pode fazer negócios com o país".

  • Será este o "momento mais Ronaldo" de sempre?

    Desporto

    Cristiano Ronaldo é protagonista de mais um momento que corre nas redes sociais. Depois de marcar o sexto golo do Real Madrid frente ao Desportivo da Corunha, o jogador português ficou ferido no rosto e foi obrigado a abandonar o campo. Mas antes, mesmo com a cara ensanguentada, pediu um telemóvel com "espelho" para ver a extensão do corte. Há quem brinque com a situação, dizendo que Ronaldo levou a sua obsessão com a sua imagem a um novo nível, mas há também quem desvalorize a situação.

    SIC

  • Democratas aceitam compromisso para acabar com shutdown nos EUA

    Mundo

    Os senadores democratas aceitaram esta segunda-feira um acordo orçamental provisório que vai permitir acabar com a paralisação parcial do Governo federal dos Estados Unidos, situação conhecida como shutdown, anunciou o líder da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer.

  • O jogador de futebol que se tornou Presidente de um país

    Mundo

    George Weah tomou posse esta segunda-feira como Presidente da Libéria. Foi a segunda vez que o antigo futebolista concorreu ao cargo, depois de em 2005 ser derrotado pela candidata Ellen Johnson-Sirleaf. Foi o primeiro e único futebolista africano a receber uma Bola de Ouro. A história de George Weah também passou por Portugal, onde ficou conhecido pela agressão ao ex-jogador do FC Porto, Jorge Costa, em 1996.

    Ana Rute Carvalho

  • Refeição de 1.100 euros em Veneza

    Mundo

    O centro de Veneza oferece os mais variados restaurantes. Com menu obrigatório, sem menu, com taxas, sem taxas, sentando ou em pé. Depois há aqueles restaurantes que cobram 1.100 euros por cinco pratos acompanhados por água. O caso aconteceu com quatro turistas japoneses, que depois de pagarem a conta, apresentaram queixa às autoridades. O presidente da Câmara da cidade italiana já disse que ia investigar a situação e, caso se confirmasse, prometeu que iria castigar os responsáveis.

    SIC