sicnot

Perfil

País

Defesa de Pedro Dias requer abertura de instrução

NUNO ANDR\303\211 FERREIRA

Os advogados de Pedro Dias requereram a abertura de instrução do processo e defendem que a acusação deve ser declarada inválida por o arguido não ter sido interrogado, em fase de inquérito, sobre alguns dos crimes de que é acusado.

Pedro Dias é acusado da prática de dois crimes de homicídio qualificado sob a forma consumada, dois crimes de homicídio qualificado sob a forma tentada, três crimes de sequestro, crimes de roubo de automóveis, de armas da GNR e de quantias em dinheiro, bem como de detenção, uso e porte de armas proibidas.

O suspeito de um duplo homicídio em Aguiar da Beira foi presente ao tribunal da Guarda, para primeiro interrogatório, no dia 10 de novembro de 2016.

O primeiro interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação aconteceram 30 dias após os incidentes em Aguiar da Beira, que culminaram com a morte de três pessoas, um deles um militar da GNR, e dois feridos.

O suspeito, de 44 anos, ficou em prisão preventiva na cadeia da Guarda, mas no dia 12 de novembro de 2016 foi transferido para a cadeia de alta segurança de Monsanto, em Lisboa.

O requerimento da defesa, a que a agência Lusa teve hoje acesso, sublinha que o arguido não foi informado ou questionado, no primeiro interrogatório, sobre vários crimes de roubo e de detenção de arma proibida de que é acusado.

"É obrigatório interrogar o arguido sobre esses crimes", defendem Mónica Quintela e Rui Silva Leal, advogados de defesa de Pedro Dias.

Na perspetiva da defesa, está-se perante uma nulidade, sendo que a acusação deve ser "declarada inválida, remetendo-se novamente os autos para a fase de inquérito, de modo a que Ministério Público proceda ao interrogatório do arguido relativamente aos crimes mencionados", refere o requerimento, enviado a 24 de abril.

Segundo o requerimento a que a Lusa teve acesso, os advogados Mónica Quintela e Rui Silva Leal contestam ainda a separação de processos relativamente à vítima Liliane Pinto, que acabou por falecer a 12 de abril, depois de o Ministério Público da Guarda ter deduzido acusação contra Pedro Dias.

O MP promoveu, "por livre iniciativa", a separação de processos, sublinham os advogados de Pedro Dias, considerando que está em causa "uma nulidade insanável" e uma inconstitucionalidade.

Face a essa separação, os advogados defendem que os autos devem ser devolvidos ao MP, para que este profira "novo despacho final de inquérito", tomando em consideração os factos relativos a Liliane Pinto.

A defesa invoca ainda que há ausência de indícios de roubo de dois veículos de que Pedro Dias é acusado, bem como do roubo de uma quantia de dinheiro, quando "nem se sabe se as vítimas eram portadoras de quaisquer quantias".

Lusa

  • Pedro Dias pensou em fugir para a Síria ou Sudão
    2:36

    País

    Pedro Dias pensou em fugir do país para a Síria ou para o Sudão. A ideia foi refletida em cartas que o suspeito de Aguiar da Beira terá escrito aos filhos e à restante família. Pedro Dias recusou mostrar a caligrafia, mas os investigadores compararam os bilhetes com documentos encontrados na primeira viatura de fuga, acreditando assim que o arguido é o autor dos crimes de Aguiar da Beira.

  • Pedro Dias acusado de homicídio, sequestro e roubo
    3:11

    País

    Pedro Dias, o suspeito dos crimes de Aguiar da beira, foi acusado de 11 crimes, entre homicídio, sequestro e roubo. Os crimes aconteceram nos 28 dias de fuga entre outubro e novembro, de 2016. O Ministério Público notificou esta quinta-feira o arguido, tal como Fátima Reimão, a mulher que escondeu o suspeito em Arouca e que vai responder por favorecimento pessoal.

  • MP pondera juntar morte de Liliane Pinto ao processo de Pedro Dias
    2:00

    País

    O Ministério Público está a ponderar juntar a morte de Liliane Pinto ao processo em que Pedro Dias é acusado de outros dois homicídios. Os casos tinham sido separados porque a mulher, de 27 anos, continuava entre a vida e a morte. Liliane morreu esta quarta-feira, no Hospital de Viseu, seis meses depois dos crimes.

  • Quem deve ser o próximo treinador do FC Porto?

    Desporto

    Nuno Espírito Santo já não é treinador do FC Porto. O técnico e o clube chegaram a acordo mútuo para a rescisão do contrato, que o ligava por mais uma temporada aos dragões. Nuno Pinto da Costa tem agora que encontrar um novo treinador para orientar dos "dragões". Os nomes em cima da mesa são vários. Diga-nos quem deve ser o novo treinador do FC Porto.

  • Os treinadores do FC Porto desde o último título 

    Desporto

    Nunca o FC Porto esteve quatro anos consecutivos sem ganhar um título durante a presidência de Nuno Pinto da Costa. A ausência de vitórias teve início na época de 2013/14, quando começou uma autêntica dança de treinadores.

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Leão-marinho arrasta criança de doca em Vancouver
    0:51

    Mundo

    O momento em que um leão-marinho arrasta uma menina para a água foi gravado e publicado na internet. Sem nada que fizesse prever, o animal puxou a criança que estava sentada numa doca em Vancouver, no Canadá. A criança foi resgatada de imediato por um familiar e apesar do susto não sofreu ferimentos. O momento de aflição foi testemunhado por vários turistas.