sicnot

Perfil

País

Pólenes muito elevados no continente nos próximos dias

Lucas Jackson

Os níveis de pólenes em suspensão no ar vão estar muito elevados nos próximos dias em Castelo Branco, Coimbra, Lisboa, Évora e Portimão, alertou esta quinta-feira a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC).

De acordo com o boletim polínico, divulgado esta quinta-feira com previsões até 11 de maio, a SPAIC avisa que os níveis de pólenes também vão estar elevados em Vila Real e no Porto.Nos arquipélagos dos Açores e da Madeira prevêem-se níveis baixos.

O alerta da SPAIC vai, particularmente, para os pólenes de árvores como o pinheiro, carvalhos, oliveira, bétula e sobreiro, e das ervas urtiga, parietária, gramíneas e tanchagem.

Os pólenes das árvores e das ervas provocam, na primavera, reações alérgicas, caracterizadas normalmente por espirros, comichões ou falta de ar. Em algumas pessoas podem provocar rinite, conjuntivite ou asma.

Lusa

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11