sicnot

Perfil

País

Constituído arguido militar da GNR envolvido em incidente nas finanças do Montijo

O militar da GNR que imobilizou e deteve um homem na repartição de finanças do Montijo foi constituído arguido, estando indiciado pelo crime de abuso de poder, disse hoje à Lusa a Procuradoria-Geral da República (PGR).

"Confirma-se a constituição de arguido. Em causa estão factos que poderão integrar a prática de crime de abuso de poder", respondeu a PGR à Lusa.

O incidente ocorreu na terça-feira na repartição de finanças do Montijo quando um cidadão foi imobilizado, com a técnica conhecida como 'mata-leão', por um militar da GNR à civil que, posteriormente, o deteve.

O caso foi tornado público pelo próprio envolvido, que fez um vídeo para as redes sociais a informar que estava na repartição de finanças para resolver questões relacionadas com o IRS.

Entretanto, a ministra da Administração Interna determinou à Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) a abertura de um inquérito às circunstâncias que levaram o militar da GNR a imobilizar e deter o cidadão.

Logo na terça-feira, a GNR já tinha anunciado a abertura de um processo de inquérito para "averiguar as circunstâncias da detenção do cidadão para apuramento de eventuais responsabilidades", tendo em conta as imagens difundidas.

Lusa

  • Especialista questiona uso da força em incidente nas Finanças do Montijo
    3:32

    País

    O homem detido esta terça-feira na repartição de Finanças do Montijo vai apresentar queixa contra o militar da GNR. Numa entrevista à SIC, Jair Costa diz que nada justifica a forma como foi imobilizado, quando se queixava do serviço. Uma especialista ouvida pela SIC diz que o militar violou todas as regras e que a técnica utilizada só pode ser usada em último recurso.

  • "Ele não podia ter-me tratado como um animal"
    6:07

    País

    O homem imobilizado esta terça-feira na repartição de Finanças do Montijo por um militar da GNR vai apresentar queixa-crime, por ofensas à integridade física. Numa entrevista em exclusivo à SIC, Jair Costa falou pela primeira vez do caso e explicou os acontecimentos, desde que chegou para pedir ajuda com o IRS, passando pelo militar a pedir que falasse com ele na rua até ao momento em que é asfixiado até perder os sentidos.

  • Aberto inquérito a agressão e detenção no Montijo
    3:30

    País

    O militar da GNR filmado a imobilizar um homem numa repartição de finanças do Montijo continua no ativo. A ministra da Administração Interna ordenou uma investigação às circunstâncias que levaram ao incidente esta terça-feira. O homem agredido e detido está a ser ouvido pelo procurador que investiga o caso.

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.