sicnot

Perfil

País

Constituído arguido militar da GNR envolvido em incidente nas finanças do Montijo

O militar da GNR que imobilizou e deteve um homem na repartição de finanças do Montijo foi constituído arguido, estando indiciado pelo crime de abuso de poder, disse hoje à Lusa a Procuradoria-Geral da República (PGR).

"Confirma-se a constituição de arguido. Em causa estão factos que poderão integrar a prática de crime de abuso de poder", respondeu a PGR à Lusa.

O incidente ocorreu na terça-feira na repartição de finanças do Montijo quando um cidadão foi imobilizado, com a técnica conhecida como 'mata-leão', por um militar da GNR à civil que, posteriormente, o deteve.

O caso foi tornado público pelo próprio envolvido, que fez um vídeo para as redes sociais a informar que estava na repartição de finanças para resolver questões relacionadas com o IRS.

Entretanto, a ministra da Administração Interna determinou à Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) a abertura de um inquérito às circunstâncias que levaram o militar da GNR a imobilizar e deter o cidadão.

Logo na terça-feira, a GNR já tinha anunciado a abertura de um processo de inquérito para "averiguar as circunstâncias da detenção do cidadão para apuramento de eventuais responsabilidades", tendo em conta as imagens difundidas.

Lusa

  • Especialista questiona uso da força em incidente nas Finanças do Montijo
    3:32

    País

    O homem detido esta terça-feira na repartição de Finanças do Montijo vai apresentar queixa contra o militar da GNR. Numa entrevista à SIC, Jair Costa diz que nada justifica a forma como foi imobilizado, quando se queixava do serviço. Uma especialista ouvida pela SIC diz que o militar violou todas as regras e que a técnica utilizada só pode ser usada em último recurso.

  • "Ele não podia ter-me tratado como um animal"
    6:07

    País

    O homem imobilizado esta terça-feira na repartição de Finanças do Montijo por um militar da GNR vai apresentar queixa-crime, por ofensas à integridade física. Numa entrevista em exclusivo à SIC, Jair Costa falou pela primeira vez do caso e explicou os acontecimentos, desde que chegou para pedir ajuda com o IRS, passando pelo militar a pedir que falasse com ele na rua até ao momento em que é asfixiado até perder os sentidos.

  • Aberto inquérito a agressão e detenção no Montijo
    3:30

    País

    O militar da GNR filmado a imobilizar um homem numa repartição de finanças do Montijo continua no ativo. A ministra da Administração Interna ordenou uma investigação às circunstâncias que levaram ao incidente esta terça-feira. O homem agredido e detido está a ser ouvido pelo procurador que investiga o caso.

  • DIRETO: Portuguesa entre os 14 mortos dos atentados na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das 13 vítimas mortais do atentado de ontem em Barcelona é portuguesa e há uma outra portuguesa desaparecida. Entretanto, uma pessoa morreu e cinco suspeitos foram abatidos num segundo ataque esta madrugada em Cambrils. As buscas centram-se num nome: Moussa Oukabir. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35
  • Driss Oukabir: suspeito do atentado ou vítima de roubo de identidade?
    2:40

    Ataque em Barcelona

    Um dos dois suspeitos, do ataque nas Ramblas, detidos pela polícia foi inicialmente identificado como Driss Oukabir, um homem de 28 anos. Mais tarde, um homem com o mesmo nome apresentou-se numa esquadra em Girona, a mais de 100 quilómetros do local do atropelamento afirmando que lhe tinha sido roubada a identificação. De acordo com alguma imprensa espanhola, poderá ter sido o irmão, Moussa Oukabir, um jovem de 18 anos que vive em Barcelona, como explicou também Nuno Rogeiro, comentador da SIC.

  • "O abandono provoca incêndios desta dimensão"
    0:55

    País

    O antigo vereador da Câmara de Mação José Silva acredita que a desertificação do interior também é, em parte, responsável pelos incêndios. Segundo José Silva, Mação tem cada vez menos habitantes e é por essa razão que os terrenos são deixados ao abandono.

  • Mação perdeu 80% da área florestal
    3:39
  • Ágata candidata-se à Câmara de Castanheira de Pera
    3:42