sicnot

Perfil

País

Tribunal trava suspensão de oficial da PSP

O oficial da PSP que a ministra da Administração Interna mandou suspender, no âmbito do desvio de armas, interpôs uma providência cautelar que travou o castigo.

De acordo com o Diário de Notícias, o oficial Paulo Sampaio pediu um recurso que foi aceite em tribunal e aguarda agora uma decisão sobre a anulação da ordem de exoneração dada pela ministra.

O ministério da administração interna confirmou a medida cautelar e diz que a decisão está agora na jurisdição do tribunal.

Constança Urbano de Sousa anunciou no final de março a decisão de exonerar o oficial da PSP que era o responsável pelo departamento onde estavam armazenadas as 57 pistolas Glock que terão desaparecido em Janeiro.

  • Atrás das Câmaras em Ílhavo para conhecer projetos ligados ao mar
    4:14
  • O homem que denunciou casos de fome em Setúbal nos anos 80
    1:41