sicnot

Perfil

País

Alerta vermelho para a exposição ao Sol

Armando Franca

Pelo menos até sexta-feira, Portugal está sob alerta vermelho para a exposição ao Sol. Todas as regiões do país estão com índice elevado ou muito elevado para a radiação Ultravioleta (UV) que exige medidas de prevenção e cuidados redobrados com exposição ao Sol.

Apenas Viana do Castelo e Faro estão esta quarta feira sob índice elevado de radiação UV. E, ainda assim, estão no máximo do alerta laranja porque a partir de amanhã a meteorologia passa a pintar todo o país passa a vermelho, para risco "muito elevado" de radiação UV, o segundo mais grave numa escala de 5.

E o alerta não se fica pelo continente. Também as ilhas da Madeira e Açores enfrentam risco "muito elevado" de radiação ultravioleta.

As autoridades recomendam, por isso o uso de óculos de Sol com filtro UV, chapéu, t-shirt, guarda-sol, protector solar e evitar a exposição das crianças ao Sol.

Os índices UV variam entre menor do que 2, em que o UV é 'Baixo', 3 a 5 ('moderado'), 6 a 7 ('elevado'), 8 a 10 ('muito elevado') e superior a 11 ('extremo').

Com Lusa


  • O tempo para hoje
    0:25

    Tempo

    Para esta 4ª feira, 17 de maio de 2017 o IPMA prevê céu geralmente muito nublado, períodos de chuva ou aguaceiros, diminuindo de intensidadee frequência nas regiões do litoral a partir do meio da tarde.Condições favoráveis à ocorrência de trovoada nas regiõesdo interior.

  • Autópsia à mulher baleada pela PSP contradiz agentes
    1:28

    País

    A mulher que morreu acidentalmente durante uma perseguição da PSP terá sido baleada no pescoço e o trio terá sido disparado por trás. Entretanto, segundo a imprensa, a PJ ainda não encontrou vestígios do tiroteio, entre os assaltantes do multibanco de Almada e a PSP.

  • Marinha dos EUA considera "absolutamente inaceitável" desenho de um pénis no céu

    Mundo

    Os cidadãos do Condado de Okanogan, em Washington, foram surpreendidos esta quinta-feira com o contorno de um pénis no céu. A imagem resultou de um rasto de condensação deixado por um avião militar norte-americano. A Marinha confirmou que um dos seus pilotos tinha desenhado a figura no ar e defendeu que a situação era "absolutamente inaceitável".