sicnot

Perfil

País

Mais de 40 serviços de saúde fazem rastreio gratuito de cancro da pele

Mais de 40 serviços de dermatologia do continente e ilhas participam hoje no rastreio nacional gratuito no âmbito do Dia do Cancro da Pele.

A Associação Portuguesa do Cancro Cutâneo (APCC) alertou hoje para a importância de conhecer os sinais para tornar mais eficaz o autoexame ao cancro de pele, no dia em que o rastreio nacional arranca em 42 serviços de dermatologia.

"Os cancros de pele estão a aumentar e isto tem que ver com comportamentos de risco tidos há anos, seja por exposição profissional seja de lazer, pois as lesões aparecem mais tarde", alertou o secretário-geral da APCC, Osvaldo Correia.

Em declarações à agência Lusa, o responsável sublinha que o rastreio nacional que arranca hoje -- Dia dos Cancros de Pele/Dia do Euromelanoma -- é especialmente dirigido a adultos que tenham sofrido queimaduras solares em jovem, seja por desporto ao ar livre ou por exposição pro questões profissionais, os que frequentaram solários ou que têm antecedentes de familiares co cancro de pele.

No âmbito do Dia do Euromelanoma, iniciativa que no ano passado detetou quase 100 suspeitas de cancro de pele.

O rastreio é promovido pela APCC, com o patrocínio da Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia e da Direção Geral de Saúde, e no ano passado avaliou cerca de 1.700 pessoas.

A incidência dos vários tipos de cancros da pele tem vindo a aumentar em todo o mundo, estimando-se que em Portugal, este ano, sejam diagnosticados mais de 12.000 novos casos de cancros da pele. Cerca de 1.000 serão casos de melanoma.

  • Racionamento da água é medida de último recurso
    2:35
  • Juiz deixa suspeito de violação em liberdade
    2:42