sicnot

Perfil

País

Verdes pedem mais rapidez ao Governo na reposição de direitos

Heloísa Apolónia, deputada do Partido Ecologista "Os Verdes" (PEV), pediu esta quinta-feira ao Governo do PS que prossiga um caminho "mais rápido" da reposição de direitos dos portugueses.

No debate quinzenal com o primeiro-ministro, no parlamento, a deputada dos Verdes criticou a "profunda vergonha nacional" que são as "receitas excessivas da energia", tendo a EDP como pano de fundo, paga pelos "consumidores e contribuintes" aqueles que "engordam à custa de tudo e de todos".

"O senhor precisa de acabar com isso", pediu a António Costa, que respondeu no mesmo tom a todas as bancadas que fizeram perguntas sobre o assunto, que existe um quadro legal e um quadro contratual que é preciso respeitar.

Heloísa Apolónia sublinha que o primeiro-ministro "cuida das palavras", que é preciso renegociar, pede clareza da parte do executivo porque "os portugueses estão fartos de pagar para os bancos, grandes empresas de energia e a tudo quanto é 'tubarão'".

O "caminho de recuperação" de direitos, com o Governo PS, apoiado pelo PCP, BE e PEV, tem sido feito, mas "às vezes custa"."Temos feito um caminho, mas é preciso prossegui-lo com mais determinação e, às vezes, senhor primeiro-ministro, mais rápido", pediu.

Lusa

  • Como se sobrevive à dor em Nodeirinho e Pobrais
    2:43
  • Raphäel Guerreiro vai continuar a acompanhar a seleção
    1:08
  • 74 mil alunos do secundário têm a vida "suspensa" 
    2:22

    País

    Enquanto o Ministério Público investiga a fuga de informação no exame nacional de Português do 12.º ano, 74 mil estudantes ficam com a vida suspensa. Se a fuga se confirmar, o exame corre o risco de ser anulado e as candidaturas ao ensino superior atrasam. O Instituto de Avaliação Educativa (IAVE), responsável pelos exames, prometeu esclarecimentos para os próximos dias.