sicnot

Perfil

País

Lisboa, Santarém, Setúbal e Bragança sob aviso vermelho devido ao calor

Quatro distritos de Portugal continental estão hoje sob 'aviso vermelho', o alerta máximo, que representa uma situação meteorológica de "risco extremo", devido à previsão de tempo quente, informa o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O resto do país está sob aviso laranja, o segundo mais grave numa escala de quatro, o que indica a existência de um risco moderado a elevado, devido à persistência de valores altos da temperatura máxima.

De acordo com o IPMA, os distritos de Lisboa, Santarém, Setúbal e Bragança vão estar sob 'aviso vermelho' a partir das 10:00 de hoje e até ao início da noite de domingo, devido às temperaturas elevadas que se vão fazer sentir.

As temperaturas máximas previstas para estes quatro distritos são de 34 graus em Setúbal, 39 em Bragança, 41 em Lisboa e 44 em Santarém.

O resto do país, exceto as ilhas, que não têm qualquer situação meteorológica de risco, está sob 'aviso laranja' durante o mesmo período de tempo. Nesses distritos, as temperaturas máximas vão andar entre os 26 e 28 graus em Viana do Castelo e Porto, e os 42 e 43 graus, em Beja e Évora.

O IPMA prevê a continuação de tempo quente, com céu pouco nublado ou limpo, e temperaturas mínimas superiores a 20 graus Celsius.

Durante a tarde, haverá um aumento temporário de nebulosidade, em especial nas regiões do interior, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros e trovoada.O vento será em geral fraco, soprando temporariamente moderado nas terras altas do Norte e Centro, no Algarve e a sul do Cabo Carvoeiro, durante a tarde.

Na grande Lisboa e no grande Porto, o tempo continuará quente, com subida de temperatura, céu pouco nublado ou limpo e vento fraco.

Lusa


  • Portugueses e espanhóis protestam em Salamanca contra mina de urânio
    0:38

    País

    O Bloco de esquerda desafia o Governo português a exigir às autoridades espanholas uma avaliação do impacto ambiental da mina de urânio a 40 quilómetros da fronteira portuguesa. Este caso está gerar contestação entre os ambientalistas. Várias associações portuguesas participaram este sábado numa manifestação em Salamanca. A Quercus diz-se preocupada com o impacto da mina de urânio no território português.

  • PS e PSD querem acordo sobre fundos e descentralização até ao verão
    3:07
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de três armas da PSP, recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avança hoje que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • As gravações que provam que as autoridades conheciam o perfil violento de Nikolas Cruz
    1:35