sicnot

Perfil

País

Risco de exposição aos UV muito elevado em todo o país

O risco de exposição à radiação ultravioleta (UV) é hoje 'muito elevado' em todo o país, situação que se agravará no domingo, com sete distritos a subirem para risco 'extremo', informa o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

De acordo com o instituto, durante o dia de hoje, todos os distritos de Portugal Continental, e também o arquipélago da Madeira, vão estar com risco 'muito elevado' (índices entre 8 e 10), sendo recomendado à população que tenha "cuidado" e que utilize "óculos de Sol com filtro UV, chapéu, t-shirt, guarda-sol e protetor solar".

Para domingo, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê um agravamento do risco de exposição aos UV nos distritos de Bragança, Guarda, Coimbra, Castelo Branco, Santarém, Portalegre e Évora.

Nestas regiões, o alerta de risco será 'extremo' (índice 11), que é o máximo previsto, representado uma situação de "perigo", para a qual se recomenda evitar o mais possível a exposição ao sol e, preferencialmente, não sair de casa.

Os índices UV variam entre menor do que 2, em que o UV é 'Baixo', 3 a 5 ('moderado'), 6 a 7 ('elevado'), 8 a 10 ('muito elevado') e superior a 11 ('extremo').

As temperaturas máximas previstas para hoje são de 41 graus em Lisboa e Castelo Branco, 39 em Bragança, Viseu e Portalegre, 37 em Braga e Leiria, 36 em Faro e 38 em Vila Real, 44 em Santarém, 43 em Évora, 42 em Beja, 40 em Coimbra, 34 em Setúbal, 35 na Guarda e 26 em Viana do Castelo.

Lusa


  • Turistas chegam a esperar 2 horas no controlo de passaporte do Aeroporto de Lisboa
    2:35

    País

    Chegar ao Aeroporto de Lisboa pode ser uma dor de cabeça para centenas de passageiros. A espera para o controlo de passaporte chegou a ultrapassar as duas horas nos meses de fevereiro e março. Manuela Niza, do Sindicato dos Funcionários do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, diz que têm sido contratados inspetores que depois são desviados para outros serviços.

  • Hasta pública de madeira ardida rendeu 2,85 milhões de euros

    País

    Mais de meia centena de lotes de madeira ardida proveniente de matas nacionais e perímetros florestais geridos pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) foram esta quinta-feira vendidos por 2,85 milhões de euros, numa hasta pública em Viseu.

  • "Dinheiro gasto em contentores dava para construir outro hospital" no Porto
    1:40

    País

    A bastonária dos Enfermeiros pede uma investigação aos contratos de contentores no Hospital de São João, no Porto. Ana Rita Cavaco diz que os "milhares de euros" já gastos na contratação e manutenção dos contentores da Pediatria e outros serviços do centro Hospitalar de São João davam para construir um novo hospital. E levanta ainda a suspeita sobre a empresa contratada.