sicnot

Perfil

País

Hoteleiros algarvios criticam oferta que atrai turistas com "comportamentos desviantes"

As ofertas de baixo custo que estão disponíveis no Algarve contribuem para atrair turistas com "comportamentos desviantes", considerou esta quarta-feira o presidente da maior associação hoteleira da região, que pede mais fiscalização aos estabelecimentos de diversão noturna.

"Existe a ideia instalada neste tipo de clientela de que em Albufeira há uma oferta que lhes proporciona comportamentos desviantes", disse à Lusa o presidente da Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), Elidérico Viegas, considerando que "o que está errado" é o modelo de oferta, que "atrai este tipo de turista".

No domingo à noite, numa zona de bares em Albufeira, a GNR foi chamada devido a desacatos entre jovens estrangeiros e na terça-feira, segundo a PSP, registou-se uma rixa entre duas mulheres no aeroporto de Faro.

Neste caso, não chegou a haver intervenção policial, mas três jovens foram rejeitados a bordo por aparentemente estarem alcoolizados.
Sobre a ocorrência de domingo à noite, a GNR escusou-se a prestar informações.

O programa "Portugal invasion" -- apresentado pelos promotores como um festival e que terminou na terça-feira - levou centenas de jovens britânicos a Albufeira com a promessa de "sete dias sem parar de sol, mar, álcool e festas", incluídos num pacote que oferecia voos, alojamento e festas temáticas, algumas com bar aberto, a troco de 677 euros.

De acordo com Elidérico Viegas, alguém "tem que tomar medidas para alterar a situação", começando pelas entidades que autorizam e fiscalizam os estabelecimentos de diversão noturna, que muitas vezes não cumprem a lei do ruído, as regras da venda de álcool a menores e a ocupação do espaço público.

"Este tipo de estabelecimentos funcionam de forma nitidamente desajustada e as entidades competentes não têm tido capacidade para os fiscalizar", criticou, sublinhando que os bares não deveriam funcionar "toda a noite", com horários de discoteca.

Segundo Elidérico Viegas, há estabelecimentos em Albufeira "direcionados para uma clientela jovem, muitas vezes menor, que funcionam em períodos que vão para além do que é minimamente razoável, permitindo que haja comportamentos desviantes".

Para o líder da maior associação hoteleira da região, esta situação "coloca em causa a imagem do concelho e da região" e é um modelo de desenvolvimento que tem que ser repensado para que o distrito de Faro possa ter "um turismo sustentável e competitivo".

De acordo com o empresário, em algumas zonas turísticas de Espanha já foram tomadas medidas para evitar este tipo de comportamentos, o que tem contribuído para desviar estes turistas para o Algarve.

Pelo contrário, na região, e especificamente em Albufeira, que é o maior destino turístico do Algarve, existem "balcões de venda de bebida na rua, sem qualquer controlo", e bares que funcionam "como autênticos guetos".

Esta permissividade terá criado junto dos potenciais turistas "a sensação" de que no Algarve há margem para "comportamentos desviantes, em oposição a outros destinos concorrentes" que entretanto tomaram medidas, concluiu.

A Lusa tentou, sem sucesso, obter uma reação do presidente da Câmara de Albufeira.

Lusa

  • Desacatos no aeroporto de Faro deixam turistas britânicos em terra
    1:46

    País

    Cinco pessoas, que integravam o grupo de turistas britânicos que nos últimos dias causou desacatos em Albufeira, foram ontem impedidas de regressar a Inglaterra. Agressões no aeroporto e desacatos à entrada do avião levaram os comandantes de dois voos a recusar levar aqueles passageiros.

  • Confrontos em Albufeira esta madrugada
    2:27

    País

    Dezenas de jovens ingleses envolveram-se em confrontos com a GNR esta madrugada, na Praia da Oura, em Albufeira. Os militares foram obrigados a disparar para o ar, para dispersar a multidão das ruas. Quatro jovens foram detidos. Dois militares e dois jovens sofreram ferimentos.

  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.