sicnot

Perfil

País

Militares suspeitos de corrupção ficam em prisão preventiva

Em atualização

Os 12 militares detidos na terça-feira por suspeitas de corrupção na Força Aérea ficaram em prisão preventiva, depois de terem sido esta quarta-feira interrogados.

Última atualização às 00:38

Os quatro empresários que também foram detidos na terça-feira no âmbito da segunda fase da Operação Zeus ficaram sujeitos a apresentações periódicas às autoridades, medidas de coação que foram conhecidas ao final da noite e após longo interrogatório judicial.

Um major-general, que controlava as compras para as bases militares, um coronel, um tenente-coronel e um major estão entre os detidos por corrupção, abuso de poder e falsificação de documentos na comercialização de géneros alimentícios nas messes da Força Aérea, segundo fonte da PJ.

Entre os 16 detidos constam ainda três capitães e cinco sargentos, além dos quatro empresários do ramo alimentar.

Segundo a PJ, os suspeitos estavam envolvidos num esquema de sobrefaturação de bens e matérias-primas para a confeção de refeições nas messes da Força Aérea.

Na primeira fase da operação Zeus, em novembro de 2016, foram detidos cinco homens por corrupção ativa e passiva para ato ilícito e falsificação de documentos, num "esquema fraudulento que poderá ter lesado o Estado em cerca de dez milhões de euros".

Nesta segunda fase da operação, participaram 130 elementos da PJ e dez procuradores do Ministério Público, tendo sido realizadas 36 buscas nas áreas dos distritos de Lisboa, Porto, Santarém, Setúbal, Évora e Faro, das quais 31 domiciliárias e cinco não domiciliárias.

O inquérito é dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa e envolve elementos da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC), que continuam na recolha de prova.

Com Lusa

  • Doze militares suspeitos de corrupção ficam em prisão preventiva
    3:36

    País

    Os 12 militares detidos na terça-feira, no âmbito da Operação Zeus, por suspeitas de corrupção na Força Aérea, ficaram em prisão preventiva depois de terem sido, esta quarta-feira, interrogados. Os detidos vão agora aguardar novos desenvolvimentos no processo no Presídio Militar de Tomar.

  • Major-general entre os 16 detidos no caso das messes
    1:18

    País

    Doze militares da Força Aérea, entre os quais um major-general, foram hoje detidos pela Polícia Judiciária. No total foram realizadas 16 detenções, no âmbito do processo Zeus que investiga crimes de corrupção nas messes. Em novembro já tinham sido detidas seis pessoas.

  • Já foram detidos 18 militares da Força Aérea suspeitos de corrupção
    2:12

    País

    As suspeitas de corrupção na Força Aérea levaram esta terça-feira à detenção de mais 12 militares, um deles o major-general que controlava as compras para as messes. Na chamada Operação Zeus, foram ainda detidos quatro empresários ligados ao ramo da alimentação. Desde o início do processo que já foram detidos 18 militares, suspeitos de receberem subornos da sobrefaturação de produtos para as messes.

  • Detidos por suspeitas de corrupção da Força Aérea começaram a ser ouvidos

    País

    Os 16 detidos na terça-feira pela Polícia Judiciária, por suspeitas de corrupção na Força Aérea, começaram a ser ouvidos esta quarta-feira, no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa. Entre os detidos, 12 são militares, um deles major-general, e quatro são empresários do ramo alimentar. A Polícia Judiciária fala numa fraude ao Estado de cerca de 10 milhões de euros.

  • Marinha e Exército dão luz verde ao Aeroporto do Montijo

    País

    De acordo com a edição deste domingo do Diário de Notícias, o Exército e a Marinha já comunicaram à Força Aérea disponibilidade para desocupar parcialmente a base aérea e o Montijo se transformar num num aeroporto complementar ao de Lisboa.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.