sicnot

Perfil

País

Chuva intensa provoca várias inundações no distrito de Vila Real

Treze distritos sob Aviso Amarelo até às 18:00 devido à chuva

O mau tempo, a chuva intensa e a queda de granizo provocaram esta quinta-feira inundações em estabelecimentos comerciais e casas particulares e arrastou detritos para as estradas de vários concelhos do distrito de Vila Real.

No Pinhão, concelho de Alijó, foi afetada a principal avenida da vila e a zona ribeirinha.

O responsável pela proteção civil municipal, José Carlos Rebelo, disse à agência Lusa que se verificaram "quedas de terras e muita água acumulada", afetando a zona da estação ferroviária e provocando inundações em casas comerciais e particulares.

Para o local foram mobilizados 25 operacionais e nove viaturas.Em Sabrosa, segundo o presidente da câmara, Domingos Carvas, o mau tempo afetou principalmente o centro da vila, onde se registaram várias inundações de casas particulares e comerciais.

O autarca referiu que irá para o terreno fazer um levantamento dos estragos.

A meio da tarde começou a chover com muita intensidade em Vila Pouca de Aguiar, causando pequenas inundações e constrangimentos no centro da vila. A chuva foi acompanhada de uma forte queda de granizo.

O segundo comandante distrital de operações de socorro de Vila Real, Manuel Borges Machado, disse à agência Lusa que "foi muita chuva num curto espaço de tempo", provocando também constrangimentos em algumas estradas, onde foram criados lençóis de água.

Foram também arrastados detritos para as estradas e ainda houve, segundo o responsável, pequenos danos em alguns telhados de casas no concelho de Vila Pouca de Aguiar.

Na agricultura prevê-se que haja estragos ao nível das hortícolas.

A chuva foi descendo para Vila Real, onde provocou também constrangimentos em algumas artérias da cidade, levantou tampas de saneamento e pequenas inundações.

Borges Machado referiu que, inclusive, no edifício do antigo Governo Civil de Vila Real, e onde está instalado o Centro Distrital de Operações de Socorro, se verificou uma pequena inundação.

As equipas da proteção civil e os bombeiros estão no terreno a proceder a operações de limpeza.

Lusa

  • "Há armamento a circular e não se sabe onde"
    4:35

    Assalto em Tancos

    O jornal Expresso confirma a veracidade do relatório sobre o roubo de armas na base militar de Tancos. O diretor do Expresso, Pedro Santos Guerreiro, explicou, no Jornal da Noite desta segunda-feira, que o documento "tem muita informação recolhida de várias fontes" e revela ainda que "há armamento a circular e não se sabe onde".

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • EUA negam ter declarado guerra à Coreia do Norte

    Mundo

    Os Estados Unidos negaram esta segunda-feira ter declarado guerra à Coreia do Norte e frisaram que Pyongyang não pode disparar contra os seus aviões em águas internacionais, em resposta a uma ameaça do ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.