sicnot

Perfil

País

Liga dos Bombeiros diz que há 20 municípios sem postos de emergência médica

O presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses disse esta quinta-feira à Lusa que há ainda 20 municípios no país que não têm postos de emergência médica e outros 40 cujas ambulâncias têm dez ou mais anos.

"Há 20 municípios que ainda não têm [postos de emergência médica] e há 40 postos em que as ambulâncias tem 10, 14 e mais anos", afirmou Jaime Marta Soares à agência Lusa.

O presidente da Liga explicou que "há um acordo entre a Liga e o INEM: um município, um posto [emergência médica] " e, com 20 municípios sem postos de emergência médica, considera que o acordo não está a ser cumprido.

O presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses falava em Pedrógão Grande, onde esteve hoje numa reunião que juntou o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e as corporações de bombeiros daquele concelho e ainda de Figueiró dos Vinhos, Góis e Castanheira de Pera.

O objetivo do encontro foi definir prioridades para um novo modelo de funcionamento de postos de emergência médica, modelo esse experimental e que vai decorrer naquelas quatro corporações de bombeiros do distrito de Leiria.

Segundo disse, este novo modelo vai permitir uma maior celeridade de processos, em que o INEM, em vez de colocar a ambulância como sua propriedade, vai financiá-la.

"Se um concurso por parte do INEM demorava dois anos, uma associação pode fazer em dois meses. Já aí ganhamos imenso tempo", defendeu.

Lusa

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52