sicnot

Perfil

País

Sindicatos de enfermeiros dão até 11 de julho para haver proposta sobre especialistas

A Comissão Negociadora Sindical dos Enfermeiros deu um prazo até 11 de julho para que o Governo apresente uma proposta para resolver a diferença de salários dos enfermeiros especialistas.

Em comunicado, a comissão que junta Sindicato dos Enfermeiros Portugueses e Sindicato dos Enfermeiros da Região Autónoma da Madeira considerou intolerável que o ministro da Saúde não tenha entregue uma proposta integral na reunião mais recente com os sindicatos, na terça-feira.

Os enfermeiros reclamam ainda que o governo entregue uma proposta para a aplicação das 35 horas semanais aos trabalhadores com contrato individual de trabalho e avisam que o não cumprimento destes compromissos "aprofundará o enorme descontentamento atualmente existente na profissão".

No balanço da reunião de terça-feira, consideram que as 472 admissões de enfermeiros em hospitais do setor empresarial do Estado este ano são poucas para a "grave carência" que se regista.

Adiantam que estão a ser concluídos diplomas para a admissão de 774 enfermeiros nos cuidados de saúde primários, concursos para 190 profissionais em cinco instituições, pagamento até 31 de dezembro deste ano das horas extraordinárias e avaliações de desempenho.

Desde segunda-feira que os enfermeiros especializados se recusam a prestar cuidados diferenciados, como protesto contra o não pagamento desta especialização, tendo gerado constrangimentos nos serviços.

Lusa

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55
  • Democratas não venciam no Alabama há 27 anos
    1:50