sicnot

Perfil

País

Praias do litoral alentejano que faltava vigiar já têm nadadores salvadores

As cinco praias do litoral alentejano, nos concelhos de Odemira, Sines e Santiago do Cacém, que no início desta semana ainda não estavam vigiadas, já têm nadadores salvadores, disse esta sexta-feira o capitão do porto de Sines.

"Em Santiago do Cacém, a praia da Fonte do Cortiço, em Sines, as praias de Morgavel e da Ilha do Pessegueiro e, em Odemira, as praias de Almograve e Alteirinhos já estão vigiadas por nadadores salvadores", adiantou à agência Lusa o comandante Manuel Sá Coutinho, responsável do porto de Sines, no distrito de Setúbal.

Na terça-feira passada, estas eram as únicas praias do litoral alentejano classificadas como zonas balneares que ainda não tinham nadadores salvadores.

Nestas praias, que não têm concessionário e que são classificadas como zonas balneares, a vigilância tem sido assegurada pelos municípios, que o têm feito através da Associação de Nadadores Salvadores do Litoral Alentejano - Resgate.

Contactado pela agência Lusa, o presidente da Resgate, António Mestre indicou faltar apenas colocar nadadores salvadores na nova praia fluvial da Barragem de Santa Clara, no concelho de Odemira, no distrito de Beja.

O vice-presidente do município de Odemira, Ricardo Cardoso, adiantou à agência Lusa estar a envidar esforços para resolver a situação ainda hoje, assegurando que, até ao final do dia, vai ser hasteada a Bandeira Azul, galardão que tem como um dos critérios de atribuição a presença de nadadores salvadores nas zonas balneares.

Vigiadas por nadadores salvadores na região estão as praias da Costa de Santo André e Fonte do Cortiço, em Santiago do Cacém, as praias Vasco da Gama, São Torpes, Morgavel, Vieirinha, Grande de Porto Covo e Ilha do Pessegueiro, em Sines, e as praias do Malhão, Farol, Furnas, Franquia, Almograve, Zambujeira do Mar, Almograve e Carvalhal, em Odemira.

Para reforçar a segurança das praias costeiras não vigiadas dos três concelhos, a Capitania do Porto de Sines, através do programa "Seawatch", mantém duas viaturas todo-o-terreno, do modelo Amarok, preparadas para assistência a banhistas e socorro a náufragos, em circulação diária pela costa, com militares fuzileiros com formação de nadador salvador.

A preferência por praias vigiadas, seguir as recomendações dos nadadores salvadores, evitar comportamentos de risco e estar atento às crianças na água são algumas das recomendações dadas aos banhistas pelo capitão do porto de Sines.

Lusa

  • UGT reivindica que salário mínimo ultrapasse os 600€
    0:26

    Economia

    O secretário-geral da UGT reivindica que até 2019 o salário mínimo nacional ultrapasse os 600 euros. Este sábado, num congresso distrital na Guarda, Carlos Silva considerou que o Governo tem condições para ir mais além e voltou a defender que para o próximo ano o patamar mínimo para a negociação deve ser os 585 euros.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04
  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.

  • Tony Carreira em Paris com sala cheia
    2:36

    Cultura

    O cantor Tony Carreira actuou ontem em Paris e teve sala cheia a aplaudir os temas que o tornaram conhecido há quase 30 anos. As recentes acusações de plágio não parecem afectar a popularidade do artista, que vai continuar em tournée. A Sic acompanhou o artista neste concerto.