sicnot

Perfil

País

Projeto desenvolvido no Porto auxilia treinadores a descobrir "jovens talentos"

Investigadores do Porto estão a estudar o perfil e a performance de mil atletas adolescentes do Grande Porto, praticantes de cinco modalidades desportivas, para criar estratégias que auxiliem os treinadores durante o treino e na descoberta de "jovens talentos".

"Identificar jovens talentos e acompanhá-los ao longo do seu desenvolvimento é um assunto aparentemente inesgotável e de debate em todo o mundo", disse à Lusa o investigador da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (FADEUP) José António Maia, um dos responsáveis pelo projeto "Em busca da excelência no desporto. Um estudo longitudinal-misto em jovens atletas".

No entanto, segundo indica o docente, especialista em Desenvolvimento Motor, não parece haver uma política concertada sobre esta matéria, uma vez que não estão disponíveis para consulta documentos baseados na evidência dos trajetos dos jovens atletas que chegaram ao topo da excelência, sobretudo quando se trata de jogos desportivos coletivos.

De acordo com o investigador, esta é a primeira vez que se realiza um estudo como tão "abrangente, multifacetado e integrador" na área das ciências do Desporto, envolvendo os atletas, as famílias, os treinadores e os clubes.

Com este estudo - englobando praticantes de futebol, andebol, basquetebol, voleibol e polo aquático, com idades compreendidas entre os 11 e os 14 anos, que serão seguidos durante três a quatro anos - pretende-se também averiguar a excelência desses atletas em competição.

Para José Maia e a equipa envolvida no projeto, a essência do desporto é a competição e a ideia de excelência deve ser considerada a partir dessa condição, "competindo-se para ganhar", embora existam outras dimensões merecedoras "da maior consideração" e "repletas de grande significado e valor psicológico e social".

Outra das motivações deste projeto é modelar o desenvolvimento das trajetórias individuais dos jovens jogadores, com o propósito de identificar o melhor conjunto de condições que afetem o seu sucesso.

Durante a investigação serão avaliados aspetos biológicos dos atletas, como o crescimento físico, a composição corporal, a maturação biológica e a performance motora, bem como psicológicos, onde se destacam o clima motivacional, o stresse e as emoções, a regulação emocional e a perseverança.

Para além disso, serão analisadas a habilidade desportiva e percetivo-cognitivas e o conhecimento tático e processual, a par de aspetos contextuais, como o suporte parental, a estrutura familiar, as competências do treinador e as infraestruturas dos clubes.

A longo prazo, o intuito é desenvolver novas abordagens para identificar "jovens talentos" e mapear as características de desenvolvimento individual ajustadas ao perfil dos jovens com maior sucesso desportivo, ligando capacidades e habilidades individuais com as exigências do treino e da competição em cada uma das modalidades.

Até ao momento já foram realizados estudos piloto no basquetebol, no futebol e no polo aquático, para verificar a possibilidade de o projeto ser executado.

Nesse sentido, a equipa envolvida neste trabalho estabeleceu um conjunto variado de estratégias para a recolha da informação, utilização de equipamentos e materiais, armazenamento de dados e planos de divulgação dos dados mais importantes a todos os participantes.

Os investigadores acreditam que, com base na informação recolhida durante o projeto, estarão numa posição de aconselhamento para que sejam cometidos menos erros nas tomadas de decisão no processo de treino ou na seleção e no recrutamento dos atletas.

Neste projeto, que teve início há cerca de um ano, participam oito membros da FADEUP e os investigadores Adam Baxter-Jones, do Canadá, e Mark Williams, dos Estados Unidos.

A apresentação oficial do projeto bem como a assinatura dos protocolos de cooperação com as cinco associações envolvidas realiza-se ainda hoje, durante o último dia do 6.º Congresso Internacional de Jogos Desportivos, evento organizado pela FADEUP.

Lusa

  • Marcelo Rebelo de Sousa avisou que depois das autárquicas viria um novo ciclo. A lógica levou-nos a assumir que estava a falar do PSD, mas hoje, olhando para a situação política, devemos também incluir nessa previsão a “geringonça” e os seus equilíbrios. Não acredito que as coisas mudem até às legislativas, mas as contas só se fazem depois dos votos das autárquicas. Até lá, o tom de voz das esquerdas vai engrossar.

    Bernardo Ferrão

  • A corrida ao iPhone 8 no Japão, China e Austrália
    2:04
  • Milhares protestam na Catalunha contra Madrid
    1:45

    Mundo

    O Governo de Madrid mostrou-se disposto a dar mais dinheiro e autonomia financeira à Catalunha, se o Governo Regional suspender o referendo independentista. A 10 dias da consulta popular, a tensão é explosiva, com protestos nas ruas, detenções e confrontos com as autoridades.

  • O que separa a Catalunha do resto de Espanha?
    2:12

    Mundo

    Desde 1640, as revoltas catalãs representam a vontade pela distância e pela independência. Numa região que não é reconhecida formalmente como Nação, na Catalunha entende-se e fala-se mais castelhano do que catalão. Mas o que realmente separa a Catalunha do resto de Espanha?

  • Complexo Agroindustrial do Cachão abandonado e exposto à poluição
    2:03
  • Família Portugal Ramos
    15:01

    As Famílias Vintage regressaram esta quinta-feira, com uma viagem ao Alentejo. Foi a partir desta região que João Portugal Ramos conquistou um lugar entre os grandes do setor. Desde há 25 anos a vindimar em seu nome, o enólogo produz seis milhões de litros de vinho por ano.

  • Se pedir ao seu cão para ir buscar uma garrafa de vinho ele vai?
    0:49

    País

    Há 25 anos a vindimar no Alentejo, o enólogo João Portugal Ramos produz seis milhões de litros de vinho por ano. Em Estremoz comprou casa e terra. Iniciou a plantação de vinhas próprias e a construção de uma adega. Um espaço que conhece como as palmas da mão. Ele e um amigo muito especial.

  • Presidente das Filipinas pede que matem o filho se estiver envolvido nas drogas

    Mundo

    O Presidente das Filipinas pediu que matassem o seu filho se as acusações de que traficava droga fossem provadas. Rodrigo Duterte destacou ainda que, caso fosse verdade, iria proteger as autoridades que executassem Paolo Duterte. Em causa está a acusação de que o filho do Presidente filipino faria parte da máfia chinesa, que contrabandeia drogas, vindas da China para dentro do país.

    SIC

  • Morreu a mulher mais rica do mundo

    Mundo

    Liliane Bettencourt, herdeira do grupo de cosméticos L'Oréal e a mulher mais rica do mundo, segundo a revista Forbes, morreu na quarta-feira à noite aos 94 anos, anunciou a família.

  • Espanhola tenta provar há sete anos que está viva

    Mundo

    Uma mulher de 53 anos está há sete anos a tentar provar que está viva. Segundo o Estado espanhol, Juana Escudero Lezcano morreu a 13 de maio de 2010, mas na realidade quem morreu foi uma mulher com o mesmo nome e data de nascimento.

    SIC