sicnot

Perfil

País

PCP pede coragem ao Governo para assumir "política alternativa"

Lusa

O líder do PCP defendeu hoje que é preciso cumprir o que está nos orçamentos do Estado, aconselhou o Governo a "romper com as políticas" dos últimos anos e assumir "com coragem uma política alternativa".

No debate do estado da Nação, hoje no parlamento, Jerónimo de Sousa assumiu que já foram tomadas boas decisões desde 2015, quando o Governo do PS assumiu funções com o apoio parlamentar do PCP, BE e PEV.

"O que está feito não é suficiente, e não é só uma questão de ritmo. É preciso ir mais longe e romper com a política que durante décadas vigorou no país e assumir, com coragem, uma política alternativa", disse Jerónimo, na primeira ronda de perguntas ao primeiro-ministro, António Costa.

Além de dizer que o último ano e meio "é a prova" de que havia alternativa às "políticas de direita" do Governo anterior, PSD/CDS, Jerónimo de Sousa pediu a Costa que governe para resolver "os problemas do país" e não para "mostrar serviço" em Bruxelas, com a redução do défice.

Na resposta, António Costa assumiu as divergências com o PCP quanto à integração europeia, fazendo a ressalva de que isso não impediu o acordo com PCP, BE e PEV no apoio ao Governo socialista.

"Continuaremos a viver com elas [as divergências] como temos vivido até ao momento", disse António Costa, com o sorriso, dirigindo-se a Jerónimo.

Lusa

  • UGT reivindica que salário mínimo ultrapasse os 600€
    0:26

    Economia

    O secretário-geral da UGT reivindica que até 2019 o salário mínimo nacional ultrapasse os 600 euros. Este sábado, num congresso distrital na Guarda, Carlos Silva considerou que o Governo tem condições para ir mais além e voltou a defender que para o próximo ano o patamar mínimo para a negociação deve ser os 585 euros.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04
  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.

  • Tony Carreira em Paris com sala cheia
    2:36

    Cultura

    O cantor Tony Carreira actuou ontem em Paris e teve sala cheia a aplaudir os temas que o tornaram conhecido há quase 30 anos. As recentes acusações de plágio não parecem afectar a popularidade do artista, que vai continuar em tournée. A Sic acompanhou o artista neste concerto.