sicnot

Perfil

País

PS diz que o ano foi bom para o país mas mau para a oposição

O deputado do PS João Paulo Correia defendeu hoje que o ano "foi bom para o país mas mau para a oposição" e apontou como questões políticas centrais no próximo ano parlamentar o combate à pobreza.

"Este foi um ano bom para o país mas foi um ano mau para a oposição. (...) O PSD e o CDS andaram a dizer que tudo ia correr mal ao país, e nada disto aconteceu, a oposição falhou, o país está melhor e a realidade derrubou o discurso da oposição", declarou.

Num pedido de esclarecimento no debate sobre o "estado da Nação", o deputado socialista procurou demonstrar que o PSD e o CDS-PP "falharam", dizendo que "afinal o modelo económico é viável" e que "a economia cresce acima da média europeia".

O deputado afirmou que para o PS o combate à pobreza e à exclusão social serão "as questões políticas centrais" para o próximo ano parlamentar e questionou o primeiro-ministro, António Costa, sobre "o que é que os portugueses podem esperar" para 2018.

António Costa respondeu que "foi essencial virar a página da austeridade", caso contrário o país continuaria "com uma confiança na economia asfixiada".

Segundo o primeiro-ministro, o que os "portugueses podem esperar é inovação, qualidade e emprego" porque "nenhum português deseja o regresso de um Portugal pobrezinho e sem direitos que a direita quis apresentar".

O deputado João Paulo Pereira tinha destacado estatísticas recentes que indicam que "afinal o desemprego desce", situando-se nos 9,4%, a taxa mais baixa desde 2008, e que "afinal a economia cresce, mais do dobro da zona euro".

"Afinal o rendimento das famílias cresceu, afinal a taxa de pobreza diminuiu e afinal Portugal saiu do procedimento por défice excessivo", sublinhou.

Lusa

  • Encontrados destroços do avião que caiu no Irão

    Mundo

    As autoridades iranianas encontraram destroços do avião que caiu no domingo no sudeste do país, matando as 66 pessoas que seguiam a bordo, revelou um porta-voz da Guarda Revolucionária, o exército de elite do regime.

  • 2,6 milhões de bebés morrem antes de completar um mês

    Mundo

    Os recém-nascidos no Paquistão, República Centro-Africana e Afeganistão são os que têm menor probabilidade de sobreviver, de acordo com um relatório da Unicef que revela que todos os anos 2,6 milhões de crianças morrem antes de completar um mês. Sobretudo nos países mais pobres do mundo, o número de mortes de recém-nascidos a nível global mantém-se assustadoramente elevado.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC