sicnot

Perfil

País

Primeiro festival de verão para cães em Portugal

@doggaacademy / facebook

Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto, recebe a 29 e 30 de julho o primeiro festival de verão para cães em Portugal - "Dogga´live" - com atividades para as famílias e os animais, adiantou esta quarta-feira à Lusa a organização.

"O evento visa proporcionar um fim de semana para famílias e seus cães com um programa que inclui atividades lúdicas e formação gratuita, tendo subjacente um conceito de educação totalmente assente numa metodologia positiva", referiu a Dogga Academy for Dogs, instituição que se dedica ao treino canino e responsável pelo evento.

O recinto em Vila Nova de Gaia, o mesmo onde decorre este fim de semana o festival Marés vivas, vai ter espaços amplos e delimitados para o desenvolvimento de atividades caninas, incluindo um open space para sociabilização e ações de formação, zonas de merendas e restauração, áreas para crianças com jogos tradicionais, mercadinhos com barracas de serviços e comércio relacionado com o mundo canino.

Além de áreas de restauração para as famílias, o "Dogga'live" disponibilizará os mesmos espaços para os cães, proporcionando assim a hipótese de uma refeição gourmet.

O programa inclui a apresentação de raças portuguesas, um Dog Rally (concurso de obediência onde se pretende promover relações positivas entre cães e donos), uma caça ao tesouro, corridas caninas, um labirinto formado por fardos de palha para proporcionar um momento de diversão para toda a família e pontos de animação de rua.

"Sendo a responsabilidade social um fator importante, o evento contará com stands de associações de bem-estar animal do distrito do Porto que, além de promoverem as suas atividades internas, terão um papel relevante na sensibilização das famílias para a adoção de cães", disse a Dogga Academy for Dogs.

Aquando da aquisição do bilhete, com um valor simbólico de um euro, os donos dos animais terão de os submeter a uma avaliação por uma equipa de especialistas em comportamento animal para serem identificados "potenciais" sinais de agressividade grave a pessoas ou outros cães.

E, a existirem, serão proibidos de entrar no recinto, explicou a organização, sublinhando que adicionalmente a entrada não será franqueada sempre que se verifique a utilização de materiais de contenção abusivos, como coleiras estranguladoras, de picos ou de choques elétricos.

Parte das receitas do evento será doada à associação de defesa e bem-estar animal que apresentar melhores práticas de gestão e organização.

O "Dogga'live" tem o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia e da Águas de Gaia, sendo promovido pela Dogga Academy for Dogs, instituição que se dedica ao treino canino pelo conceito "No pain, No force, No fear" (sem dor, sem força, sem medo) focado na estimulação cognitiva dos animais com reforço positivo.

A Dogga Academy for Dogs foca-se na estimulação cognitiva dos cães e na formação dos tutores.

E, por este meio, alcança resultados que previnem eventuais abandonos dos animais e melhoram, sobretudo, as suas relações intra e inter espécie.

O nome Dogga vem da filosofia Dog Yoga, conceito que propõe transformar os cães em cães "zen", ou seja, em Yoga Dogs - Dogga.

Lusa

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50
  • Bebé polaco nasce bêbedo

    Mundo

    Uma mulher polaca de 34 anos deu à luz um bebé que nasceu bêbedo, devido ao elevado nível de alcoolismo da mãe.