sicnot

Perfil

País

Médias dos exames do 12.º ano subiram a Português e Matemática

Depois de terem baixado as notas em 2016, os alunos do 12.º ano saíram-se melhor, este ano, nos exames nacionais. As médias das provas realizados na 1.ª fase subiram a Português, Matemática A e Biologia e desceram a Física.

A Português, a média subiu para 11,1 valores, uma subida semelhante à que se verificou no exame nacional de Matemática A (11,5).

No mesmo sentido positivo evoluíram as notas a Biologia e Geologia (10,3). Já a Física e Química (9,9) as médias voltaram a cair depois de três anos consecutivos de subidas.

Entretanto, entre 19 e 24 de julho decorre a segunfa fase dos exames finais do secundário, cujos resultados vão ser afixados a 4 de agosto.

Para quem fez os exames na 1.ª fase, a apresentação da candidatura ao acesso ao ensino superior vai decorrer entre 19 de julho e 8 de agosto. Cerca de um mês depois, a 11 de setembro são divulgados os resultados da primeira fase do concurso.

  • Cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se em Lisboa
    3:55

    Economia

    Perto de cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se esta sexta-feira, em Lisboa. Os números são avançados pelos sindicatos. Os trabalhadores contestam a transferência de funcionários para empresas parceiras da Altice e outras empresas do grupo, sem as mesmas garantias e direitos. A Altice garante que as transferências são legais mas alguns funcionários já levaram o caso a tribunal.

  • Uma viagem aérea pela Lagoa Negra
    1:02
  • Videovigilância regista impacto de sismo na Grécia

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6.7 atingiu na quinta-feira o mar Egeu e causou pelo menos dois mortos e mais de 200 feridos. O momento e o impacto causado pelo abalo foram registados através de uma câmara de videovigilância de um café, na ilha grega de Kos, um dos locais mais afetados.

  • Músico indiano toca guitarra durante cirurgia ao cérebro

    Mundo

    Abhishek Prasad foi submetido a uma cirurgia ao cérebro esta quinta-feira, num hospital na cidade indiana de Bangalore, após anos e anos a sofrer de dolorosos espasmos nas mãos. O insólito do caso foi que o músico indiano teve de tocar guitarra para ajudar os médicos durante a intervenção cirúrgica.