sicnot

Perfil

País

Fogo de Alijó aproxima-se de adega com muitas aguardentes

O incêndio na localidade de Vila Chã aproxima-se de uma adega onde estão guardadas "muitas aguardentes", sendo agora a prioridade dos bombeiros a proteção da adega, adiantou à Lusa o presidente da Câmara Municipal de Alijó.

Segundo Carlos Magalhães, o incêndio está neste momento a "queimar com bastante intensidade" e os meios de combate estão a ser concentrados junto a uma adega cooperativa onde estão depositadas muitas aguardentes.

A variante rodoviária de Alijó junto à adega, na zona de Vila Chã, está cortada ao trânsito, adiantou ainda o autarca.
Sobre a queda do helicóptero que se preparava para entrar ao combate ao fogo, Carlos Magalhães disse que o balde do meio aéreo terá ficado preso e que, por isso, "o helicóptero assentou".

Um helicóptero acionado para o combate a um incêndio no concelho de Alijó, distrito de Vila Real, caiu esta tarde, mas o piloto "está bem", informou fonte da Proteção Civil.

O comandante distrital de operações de socorro de Vila Real confirmou a queda do helicóptero quando este estava a efetuar os testes de balde numa barragem antes de iniciar o combate ao fogo de Vila Chã.

Ao início da tarde, o fogo tinha sido dado como dominado, mas sofreu, entretanto, uma reativação.

Às 16h00, segundo a página da Autoridade Nacional da Proteção Civil, encontravam-se no combate ao incêndio 154 bombeiros, 41 viaturas e seis meios aéreos.

O alerta para as chamas foi dado às 1h55 de hoje e o fogo chegou a avançar em três frentes.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.