sicnot

Perfil

País

Dominados dois dos três fogos em Mangualde

Dois dos três incêndios que deflagraram na tarde de domingo em Mangualde, no distrito de Viseu, estão hoje de manhã em resolução, mantendo-se ativo um, de acordo com a Proteção Civil.

O fogo que continua ativo e se desenvolve em área de floresta e mato da freguesia de Santiago de Cassurrães e Póvoa de Cervães está a ser combatido por 208 operacionais, apoiados por 62 meios terrestres e quatro meios aéreos.

De acordo com a página da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) na internet, os fogos em Abrunhosa-a-Velha e em Abrunhosa do Mato estão em resolução, não ameaçando progredir "para além do perímetro já atingido".

Estes dois incêndios continuavam, no entanto, pelas 09:30 de hoje, a mobilizar cerca de 170 operacionais e mais de meia centena de meios terrestres, a maior parte dos quais em trabalhos no fogo de Abrunhosa-a-Velha, que também mobiliza um meio aéreo.

Os três incêndios começaram num intervalo de tempo curto - de 17 minutos -, entre as 15:52 e as 16:09, nas freguesias de Abrunhosa-a-Velha, de Cunha Baixa e de Santiago de Cassurrães e Póvoa de Cervães (concelho de Mangualde), de acordo com a ANPC.

Lusa

  • Rui Santos revela novos e-mails que envolvem o Benfica
    1:52

    Desporto

    No programa da SIC Notícias Tempo Extra, Rui Santos revelou esta terça-feira que um blogue associado ao Benfica partilhou informação privilegiada da APAF (Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol) com várias figuras do clube da Luz.

  • O último adeus às vítimas da tragédia de Vila Nova da Rainha
    1:37

    País

    As cerimónias fúnebres das oito vítimas mortais do incêndio na Associação de Vila Nova da Rainha realizaram-se esta terça-feira. Três delas ocorreram em simultâneo na povoação do concelho de Tondela que, no passado sábado, viu a tragédia bater-lhe à porta.

  • Fóssil humano mais antigo encontrado em Portugal entregue ao Museu de Arqueologia
    3:42

    País

    O mais antigo fóssil humano até hoje encontrado em Portugal, o "Crânio da Aroeira", foi entregue no Museu Nacional de Arqueologia, em Lisboa. Em 2014, o fóssil foi encontrado pela equipa do arqueólogo João Zilhão perto de Torres Novas e foi restaurado e estudado na Universidade Complutense de Madrid, durante dois anos e meio.

  • De "lambe rabos" a "labrego", a polémica entre Rodolfo Reis e Bruno de Carvalho
    1:30
  • O Futuro Hoje na maior feira eletrónica de consumo do mundo
    5:14