sicnot

Perfil

País

Portugal aciona Mecanismo Europeu de Proteção Civil devido aos fogos

Ministra aguarda apoio dos países europeus a partir de domingo

Portugal acionou este sábado à noite o Mecanismo Europeu de Proteção Civil, disse à Lusa a ministra da Administração Interna, que espera apoios de outros países já a partir de domingo para ajudar no combate aos incêndios.

Constança Urbano de Sousa explica que a decisão foi tomada por "uma questão de prudência", tendo em conta as previsões meteorológicas para os próximos dias.

A ministra esteve esta noite no comando da Proteção Civil, em Carnaxide, onde se inteirou da situação dos incêndios a nível nacional, admitindo depois, em declarações à Lusa, que a situação "não está fácil", porque tem havido muitos focos de incêndio, alguns de grande dimensão.

Depois, acrescentou, as previsões meteorológicas para os próximos três dias "não são animadoras", com ventos de leste e secura extrema.

Constança Urbano de Sousa admitiu que muitos dos atuais incêndios serão debelados na noite deste sábado, mas frisou que por uma "questão de prudência", e considerando as previsões meteorológicas, foi feito o pedido de "módulos aéreos e terrestres".

O Mecanismo Europeu de Proteção Civil é um mecanismo comunitário para facilitar a cooperação no quadro de intervenções de socorro da Proteção Civil, como uma "pool" de meios que os Estados disponibilizam para situações de proteção civil.

O mecanismo foi acionado durante o incêndio de junho em Pedrógão Grande e recentemente também foi acionado por países como a França ou a Itália, lembrou a ministra, acrescentando que também Portugal tem apoiado outros países através do mecanismo (por exemplo sismos em Itália e na Turquia, esta que não faz parte da União Europeia, mas está incluída no mecanismo).

Constança Urbano de Sousa espera respostas a partir de domingo e acredita que vão chegar meios aéreos e terrestres, nomeadamente de Espanha, "que sempre tem prestado uma enorme ajuda" e tem colaborado na luta contra os incêndios com meios aéreos ao abrigo de um acordo bilateral.

  • Negligência é a principal causa dos incêndios
    1:32

    País

    A Polícia Judiciária deteve mais dois suspeitos de fogo posto este fim de semana. Ao todo já foram detidas pelo menos 99 pessoas pelas autoridades desde o início do ano, a maioria suspeitas de agirem intencionalmente. Mas desde 1 de janeiro até meados deste mês, dos 8 mil incêndios investigados pela GNR, mais de 3.300 tiveram causa negligente. 

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.