sicnot

Perfil

País

Período de permutas entre professores vai ser alargado

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, disse esta quarta-feira no Algarve que o período para as permutas entre docentes vai ser alargado, depois da forte contestação dos professores que foram colocados em escolas a centenas de quilómetros de casa.

"Trabalharemos também para reafirmar o conjunto de ferramentas que temos disponíveis para que eles se aproximem, por exemplo, aumentando o período em que as permutas estão abertas", referiu, em declarações aos jornalistas, não especificando quanto tempo será o alargamento.

Na terça-feira, um grupo de cerca de três dezenas de professores reclamou, junto da Assembleia da República, a suspensão do mais recente concurso de mobilidade interna, que consideram marcado por "injustiça e ilegalidades".

Questionado pelos jornalistas sobre a situação destes professores, o governante adiantou que o período para as permutas vai ser alargado para que, por exemplo, "um professor do Norte que está colocado mais a sul possa aproximar-se de casa, permutando com outro professor da mesma disciplina".

Tiago Brandão Rodrigues garantiu estar a trabalhar para que "cada vez mais, mais professores possam estar próximo da sua área de residência", mas sublinhou a "complexidade" do processo, nomeadamente, por terem decorrido quatro concursos alinhados em simultâneo, o que ainda não tinha acontecido.

Segundo o governante, apesar de não ser o objeto do encontro, este será um dos temas em debate na reunião que está marcada para sexta-feira com a Federação Nacional de Educação (FNE) e a Federação Nacional dos Professores (Fenprof).

Tiago Brandão Rodrigues falava aos jornalistas na Escola Secundária de Loulé, à margem de uma visita que decorreu no último dia do arranque do ano letivo, durante a qual o ministro inaugurou uma rádio escolar.

"O primeiro dia", de Sérgio Godinho, foi a primeira música a ser emitida pela rádio, com a particularidade de ter sido escolhida pelo próprio ministro da Educação, que concedeu ainda uma pequena entrevista a um dos mentores do projeto.

Lusa

  • UGT reivindica que salário mínimo ultrapasse os 600€
    0:26

    Economia

    O secretário-geral da UGT reivindica que até 2019 o salário mínimo nacional ultrapasse os 600 euros. Este sábado, num congresso distrital na Guarda, Carlos Silva considerou que o Governo tem condições para ir mais além e voltou a defender que para o próximo ano o patamar mínimo para a negociação deve ser os 585 euros.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.

  • Tony Carreira em Paris com sala cheia
    2:36

    Cultura

    O cantor Tony Carreira actuou ontem em Paris e teve sala cheia a aplaudir os temas que o tornaram conhecido há quase 30 anos. As recentes acusações de plágio não parecem afectar a popularidade do artista, que vai continuar em tournée. A Sic acompanhou o artista neste concerto.