sicnot

Perfil

País

Açores sob avisos amarelo e laranja devido ao furacão Ophelia

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu esta quinta-feira avisos amarelo e laranja para o arquipélago dos Açores devido à previsão de chuva, vento, trovoada e agitação marítima à passagem do furacão Ophelia.

No grupo oriental, ilhas de Santa Maria e de São Miguel, a passagem a sueste do furacão Ophelia "deverá provocar precipitação forte e vento com força de tempestade tropical", além de agitação marítima forte, informa a delegação regional dos Açores do IPMA.

Assim, estas duas ilhas estão sob 'Aviso Laranja' para vento e 'Aviso Amarelo' para agitação marítima a partir das 12:00 de sábado até às 06:00 de domingo (mais uma hora em Lisboa).

É esperado vento médio superior a 65 quilómetros/hora e rajadas até 100 quilómetros/hora para São Miguel e superior a 100/quilómetros/hora em Santa Maria.

O IPMA emitiu ainda um 'Aviso Laranja' devido à chuva forte prevista entre as 12:00 e as 24:00 de sábado, em Santa Maria e São Miguel.

Nos grupos central (Faial, Terceira, São Jorge, Pico e Graciosa) e ocidental (Flores e Corvo), o IPMA informa que "uma superfície frontal com atividade moderada a forte irá atingir" estas sete ilhas a partir da próxima madrugada, provocando precipitação forte que poderá ser acompanhada de trovoada.

Nesse sentido, o IPMA emitiu um 'Aviso Laranja' para chuva forte para as cinco ilhas do grupo central entre as 00:00 e as 18:00 de sábado. Neste período vai vigorar ainda um 'Aviso Amarelo' para trovoada.Para as Flores e Corvo, entre as 03:00 e as 18:00 de sexta-feira está prevista trovoada e precipitação forte.

O 'Aviso Laranja' é o segundo de uma escala de quatro e indica situação meteorológica de risco moderado a elevado. O 'Aviso Amarelo', o terceiro de uma escala de quatro, revela situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica. O IPMA anunciou hoje que furacão Ophelia registou já rajadas de vento de 185 quilómetros/hora e continua a aumentar a probabilidade dos seus efeitos atingirem as ilhas de Santa Maria e de São Miguel.

No último comunicado emitido pelo Centro de Previsão e Vigilância Meteorológica dos Açores do IPMA, às 15:00 locais o centro do furacão Ophelia, de categoria 1, estava a 1.145 quilómetros a sudoeste dos Açores, mas verificava-se "um aumento da intensidade do vento nas últimas 12 horas", com vento médio estimado de 150 quilómetros/hora e rajadas na ordem dos 185 quilómetros/hora.

A probabilidade de o ciclone influenciar o estado do tempo a partir de sábado em São Miguel variava então entre 40 a 50% e em Santa Maria varia entre 60 a 70%.

Lusa

  • Furacão Ophelia com rajadas de vento de 185 km/hora

    País

    O furacão Ophelia registou rajadas de vento de 185 quilómetros/hora e continua a aumentar a probabilidade dos seus efeitos atingirem as ilhas de Santa Maria e de São Miguel, anunciou o Centro de Previsão e Vigilância Meteorológica dos Açores.

  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efetivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21
  • Antigos quadros da Facebook declaram-se preocupados com efeitos da rede social

    Mundo

    Alguns dos antigos quadros da empresa Facebook estão a começar a exprimir sérias dúvidas sobre a rede social que ajudaram a criar, foi noticiado. A Facebook explora "uma vulnerabilidade na psicologia humana" para criar dependência entre os seus utilizadores, afirmou o primeiro presidente da empresa, Sean Parker, num fórum público.