sicnot

Perfil

País

PS e Costa voltam a subir, direita cai (exceto Cristas)

Sondagem

PS e Costa voltam a subir, direita cai (exceto Cristas)

Na primeira sondagem depois das eleições autárquicas, o PS recupera da queda do mês passado e volta a subir nas intenções de voto. Se as legislativas fossem agora, os socialistas chegariam aos 41%. E Passos Coelho tem a maior queda de popularidade.

Os resultados das autárquicas parecem ter tido efeitos imediatos nas intenções de voto para as legislativas. Se no mês passado, o PS caía pela primeira vez desde maio e o PSD subia pela primeira vez desde abril, em outubro volta tudo ao cenário anterior, no estudo da Eurosondagem feito para a SIC e Expresso.

O PS recupera da queda de setembro e chega agora aos 41%. Uma subida de 0,7 pontos inversamente proporcional à descida dos sociais-democratas, que num mês de arrumações internas não vão além dos 28%.

O Bloco de Esquerda sobe um pouco mais do que a CDU. O CDS é o partido que mais cai. E no fim da lista, o PAN volta a registar uma queda ligeira.

No ranking de popularidade, regista-se mais uma subida, sem surpresa, do Presidente da República e a recuperação do primeiro-ministro, que depois da queda de setembro regista uma das maiores subidas. O mesmo acontece com o Governo, que depois de ter registado a maior queda de popularidade desde a tomada de posse, volta agora a melhorar o resultado.

Mas é no quadro dos líderes partidários que estão as mudanças mais curiosas. Logo depois de Jerónimo de Sousa, aparece Assunção Cristas. A líder do CDS não acompanha a tendência de queda do partido, sobe para segundo lugar e atira Passos Coelho para terceiro. O presidente do PSD, que se preparara para deixar a liderança dá um trambolhão de quase 4 pontos na popularidade. Em último lugar está Catarina Martins, também volta a cair.

O estudo da Eurosondagem feito para a SIC e para o Expresso foi realizado entre os dias 4 e 11 de outubro.

  • Um pedido de desculpas aos portugueses e um ultimato ao Governo
    3:21
  • Vouzela tenta regressar à normalidade, 8 pessoas morreram no concelho
    2:28

    País

    No concelho de Vouzela, a população começa a voltar à normalidade. Aos poucos a luz e a água estão a voltar e as pessoas começam a ganhar forças para reconstruir aquilo que lhes foi tirado pelos fogos. No entanto, as feridas demoram a sarar e não será fácil esquecer que 80 a 90 por cento deste concelho foi destruído pelos incêndios e oito pessoas morreram.

  • Material de guerra de Tancos encontrado, faltam munições
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • Madrid admite suspender autonomia da Catalunha
    1:51
  • Alemanha já tem uma versão de Donald Trump... em cera
    1:08