sicnot

Perfil

País

Santana agradece a Belmiro de Azevedo pelo que fez por Portugal

O candidato à liderança do PSD Pedro Santana Lopes manifestou esta quarta-feira o seu pesar pela morte do empresário Belmiro de Azevedo, a quem agradeceu pelo que fez por Portugal."

"Quero manifestar o meu pesar pela morte de uma pessoa que tanto deu a Portugal, tanto contribuiu para a economia portuguesa, para o emprego de muitos portugueses e que tinha uma visão que ultrapassou em muito as nossas fronteiras", afirmou Santana Lopes, em declarações aos jornalistas no final de uma audiência com a Confederação do Turismo de Portugal.

O candidato à liderança do PSD apontou o empresário como "um exemplo" do que quer fazer no país, defendendo que "os portugueses têm de se habituar cada vez mais a respeitar os grandes empresários, os grandes empreendedores".

"Mesmo quando as suas empresas apresentam excelentes resultados, apresentam muitos lucros, desde que cumpram a lei, desde que respeitem os trabalhadores, o facto de alcançarem grandes resultados deve ser objeto não de desvalorização, mas de homenagem, porque contribuem para a riqueza nacional", disse.

Para Santana Lopes, Belmiro de Azevedo é "uma dessas pessoas que o país tem de respeitar e acarinhar".

"Para além de apresentar à sua família, naturalmente, o meu sentimento de pesar, quero dizer que, como português, agradeço muito a Belmiro de Azevedo tudo o que ele fez a Portugal", afirmou.

O empresário Belmiro de Azevedo morreu esta quarta-feira aos 79 anos, depois de décadas ligado à Sonae, sendo um dos homens mais ricos de Portugal.

Lusa

  • Morreu Belmiro de Azevedo

    País

    O empresário que construiu o império Sonae morreu hoje no Hospital da CUF, no Porto, onde estava internado desde segunda-feira. Belmiro de Azevedo tinha 79 anos.

  • Belmiro de Azevedo era um homem de "visão e com muita iniciativa"
    1:57

    País

    O presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal lembrou Belmiro de Azevedo como uma pessoa de visão e com "muita iniciativa". Em direto para a SIC Notícias, João Vieira Lopes disse que o empresário foi marcante para o país que vai ficar na história da economia portuguesa, como "uma personagem de referência e bastante relevante".

  • "Belmiro de Azevedo foi um dos pilares da economia portuguesa"
    2:04

    País

    O Presidente da CIP lembrou Belmiro de Azevedo, que morreu esta quarta-feira aos 79 anos, com o percurso de "homem dinâmico, empreendedor e de iniciativa". Em diretor para a SIC Notícias, António Saraiva disse ainda que o empresário foi "um dos pilares nos últimos tempos" da economia portuguesa.

  • Belmiro de Azevedo, "o grande empresário não financeiro do pós 25 de abril"
    3:04

    País

    Belmiro de Azevedo morreu esta quarta-feira aos 79 anos. Em direto para a SIC Notícias, o diretor-adjunto do jornal Expresso falou sobre aquele que diz ter sido "sem dúvida o grande empresário não financeiro" do pós-25 de abril. Nicolau Santos relembrou a vida do empresário e disse ainda que a indústria portuguesa "cresceu, modernizou-se e inovou" pela obra deste "gigante" da área empresarial.

  • "Perde-se uma grande figura do nosso empresariado"
    5:06

    País

    Belmiro de Azevedo morreu esta quarta-feira aos 79 anos. Em direto na SIC Notícias, José Gomes Ferreira disse que se perdeu uma "grande figura do nosso empresariado" e da atividade industrial. Lembrou a vida de Belmiro de Azevedo: as "guerras compradas", a independência e a inovação.

  • Belmiro de Azevedo e a criação do Público
    3:29

    País

    Vicente Jorge Silva, fundador do Público, lembra como ele e Belmiro de Azevedo ficaram apaixonados por um projeto que ambos partilhavam, o Público, e como começaram as conversações que levaram à fundação do jornal. O empresário morreu esta quarta-feira aos 79 anos.

  • Belmiro de Azevedo foi "muito importante" para Portugal
    2:52

    País

    O ministro da Economia reconheceu que Belmiro de Azevedo foi um empresário "muito importante" para Portugal, porque trouxe "novas práticas de gestão e um enorme dinamismo" a áreas como a indústria ou a comunicação. Manuel Caldeira Cabral lamentou ainda a perda "muito grande" para o país. O empresário morreu esta quarta-feira aos 79 anos.

  • As suspeitas que recaem sobre Ricardo Salgado e Manuel Pinho
    2:00