País

Salvador e Luísa Sobral são figuras do ano para imprensa estrangeira em Portugal

Salvador e Luísa Sobral

Pedro Nunes

Os músicos Salvador e Luísa Sobral foram escolhidos pela Associação da Imprensa Estrangeira em Portugal (AIEP) como as personalidades do ano, anunciou aquela entidade, por terem recolocado a "qualidade e o sentimento" na música popular.

Em comunicado divulgado hoje, depois de as escolhas terem sido anunciadas na festa de Natal da imprensa estrangeira em Portugal, a AIEP realça que o prémio Martha de la Cal foi atribuído aos irmãos Salvador e Luísa Sobral "pelo que fizeram ao recolocar a qualidade e o sentimento como fundamentos para a música popular, ultrapassando a musicalidade fácil e insossa normalmente associada à pop.

Num ano em que Portugal conseguiu ocupar um lugar no mundo pelas notícias positivas, com a saída do défice excessivo, com a presença de portugueses no mais alto lugar das Nações Unidas e na direção do Eurogrupo, com a coragem dos bombeiros que lutaram contra as chamas em duas tragédias, houve, na opinião da imprensa estrangeira em Portugal duas pessoas que se destacaram", sublinhou a associação fundada em 1978, referindo-se aos dois irmãos que deram a Portugal a primeira vitória na história da Eurovisão.

O prémio da AIEP distinguiu, no passado, os arquitetos Siza Vieira e Souto de Moura, o cineasta Manoel de Oliveira, o músico Carlos Paredes, os fadistas Mariza e Carlos do Carmo, o artista urbano Vhils, a pintora Paula Rego e a artista Joana Vasconcelos, o ator Joaquim de Almeida e os escritores Miguel Torga e José Saramago.

Os políticos Mário Soares, António Guterres e Durão Barroso, Francisco Pinto Balsemão, como empresário dos media, António Mega Ferreira, como responsável pela realização da Expo98, e os desportistas Figo, Fernanda Ribeiro e Vanessa Fernandes são outras figuras do ano da AIEP.

Foram igualmente distinguidos, os Capitães de Abril, a antiga embaixadora portuguesa na Indonésia, Ana Gomes, e os diplomatas e jornalistas, que trabalharam em Timor-Leste, em 1999, a Fundação Calouste Gulbenkian e a Fundação Champalimaud.

No ano passado, o vencedor foi o selecionador nacional de futebol masculino, Fernando Santos.Em 2009, a AIEP anunciou o cancelamento da entrega do prémio Personalidade do Ano 2008 a Cristiano Ronaldo, por o futebolista "não ter dado resposta nenhuma ao convite" para o receber.No mês passado, Salvador Sobral foi um dos premiados dos European Border Breakers Awards (EBBA), uma distinção para "artistas emergentes" que, nos últimos meses, tiveram sucesso na Europa.

A vitória no festival Eurovisão da Canção, com uma canção escrita pela irmã, Luísa Sobral, deu uma maior visibilidade nacional e internacional a um músico que conta com vários anos de carreira.

Nascido em Lisboa, em 1989, Salvador Sobral participou em dois concursos televisivos de talento, na infância e na adolescência, estudou Psicologia, mas um Erasmus em Espanha fê-lo trocar essa via pela música. No ano passado, editou o álbum de estreia, "Excuse me", no qual cruzava referências de uma vida, do jazz de Chet Baker aos clássicos brasileiros de Dorival Caymmi. Uma versão ao vivo do disco foi lançada na semana passada.

Este ano, já depois de ter ganhado o festival Eurovisão, Salvador Sobral lançou o projeto Alexander Search, em parceria com o pianista Júlio Resende, em torno da poesia de um dos heterónimos de Fernando Pessoa.

Lusa

  • "A bebedeira passa, o resto não!"
    2:48

    País

    O INEM socorreu mais de mil menores em coma alcoólico, no ano passado. Por isso, os adolescentes são o alvo da campanha lançada esta sexta-feira pelo Governo: "A bebedeira passa, o resto não!"

  • Sabe que pode estar a pagar 100€ a mais na fatura do gás?
    2:29

    Economia

    A maior parte das empresas fornecedoras de gás continua a cobrar aos clientes a taxa de ocupação do subsolo ao clientes, apesar da lei dizer que deve ser paga pelas empresas desde janeiro de 2017. Cada Câmara Municipal cobra o que entende e há autarquias que não cobram nada. Em alguns casos podemos estar a falar de mais de 8 euros por mês, ou seja, mais de 100 euros por ano.

  • As técnicas e o currículo polémico do Dr. Bumbum
    2:10

    Mundo

    Uma mulher morreu após uma operação aos glúteos, feita na casa de um cirurgião plástico conhecido no Brasil por Dr. Bumbum. Depois de quatro dias em fuga, o homem entregou-se às autoridades. O médico operava as mulheres em casa e no currículo tem um curso que não acabou e pós-graduações que não são reconhecidas.

  • Ir ao Douro e à Nazaré
    25:57
  • O convite que causou surpresa até na Casa Branca
    2:33