País

Frio no fim de semana, temperatura vai descer 10 graus

Seth Wenig

A chuva vai continuar a afetar a região norte pelo menos até sexta-feira ou sábado, altura em que está prevista uma descida das temperaturas na ordem dos 10 graus, segundo a meteorologista Paula Leitão, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

“Até quinta-feira não vai haver alterações significativas. Vamos continuar com chuva na região norte, com céu muito nublado, vento a soprar do quadrante oeste, sendo fraco no sul, e formação de neblinas”, disse à Lusa a especialista do IPMA.

De acordo com Paula Leitão, a temperatura mínima subiu na noite de segunda-feira para hoje e vai manter-se relativamente alta, sem grandes oscilações.

“Na sexta-feira, a situação muda com a passagem de uma frente fria que vai dar precipitação mais intensa na região norte e centro e que vai chegar à região sul. Estamos também a prever queda de neve nas quotas mais baixas, vento intenso moderado a forte e agitação marítima com ondas de 04 a 05 metros”, disse.

“Na sexta-feira e no sábado vamos ter uma descida da temperatura a rondar os 10 graus Celsius, em especial da mínima. Vamos ter valores abaixo dos zero graus nas terras altas do norte e centro, de 02 graus no interior do Alentejo e com formação de gelo e geada”, destacou.

Segundo Paula Leitão, esta situação vai manter-se no início da semana próxima semana, mas depois está prevista uma massa de ar mais quente que vai trazer chuva.

Lusa

  • Benfica promete queixa-crime contra quem divulgou contratos de Castillo e Ferreyra
    1:26

    Desporto

    Um blog divulgou na internet os valores dos contratos de dois dos reforços do Benfica, Castillo e Ferreyra. O clube da Luz promete agir judicialmente contra quem divulgou estas informações. A SIC sabe que devido à gravidade dos factos a Liga de Clubes está a considerar suspender os funcionários da instituição até que este caso seja esclarecido.

  • Donald Trump envolvido em mais uma polémica
    1:49
  • Caminhada de 20 quilómetros até ao trabalho valeu um carro

    Mundo

    Quando o carro de Walter Carr deixou de funcionar um dia antes do primeiro dia de trabalho numa empresa de mudanças, ele não desistiu nem ligou a dizer que ia faltar. Saiu de casa à meia-noite e fez mais de 20 quilómetros a pé para chegar a horas. No final recebeu uma recompensa.

    SIC