sicnot

Perfil

País

Promulgada criação da Agência para Gestão Integrada de Fogos Rurais

O Presidente da República promulgou esta segunda-feira o diploma do governo que cria a Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais, atendendo a que se trata de uma questão urgente, notando contudo que "dispõe apenas de poderes de coordenação".

"Apesar do êxito desta nova instituição, que dispõe apenas de poderes de coordenação, depender essencialmente da colaboração das entidades coordenadas, atendendo a que se trata de questão essencial e urgente e corresponde às conclusões da Comissão Técnica Independente designada pela Assembleia da República, o Presidente da República promulgou hoje o diploma", refere uma nota publicada no sítio oficial da Presidência da República dando conta da decisão de Marcelo rebelo de Sousa.

O Conselho de Ministros aprovou a 18 de janeiro dois diplomas da estratégia de defesa da floresta e prevenção e combate a incêndios, nomeadamente a Diretiva Única de Prevenção e Combate e a Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais.

Segundo o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais (AGIF), que "só funcionará em 2019", vai ter como competências "a análise integrada, o planeamento e a coordenação estratégica do Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais (SGIFR), incluindo o apoio qualificado à intervenção em eventos de elevado risco".

De acordo com o governante, a AGIF pretende "colmatar as principais lacunas identificadas pela Comissão Técnica Independente" criada para análise dos incêndios ocorridos em junho de 2017, procurando, assim, garantir a articulação das entidades que o compõe o SGIFR, designadamente a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), a Guarda Nacional Republicana (GNR) e o instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Questionado sobre o orçamento necessário para a criação desta nova estrutura, o ministro da Administração Interna explicou que "o que foi aprovado é a Lei Orgânica", pelo que a AGIF "em bom rigor só funcionará em 2019".

Neste sentido, o objetivo para este ano é estabelecer "uma comissão instaladora" da AGIF, em ligação com a Estrutura de Missão já existente, afirmou Eduardo Cabrita, indicando que o Orçamento do Estado para 2018 (OE2018) foi "dotado de meios adequados" para o reforço desta área.

Nesta segunda-feira, Marcelo Rebelo de Sousa promulgou ainda o diploma da Assembleia da República que autoriza o Governo a criar o Sistema Nacional de Embarcações e Marítimos, bem como o diploma que cria o Regime Extrajudicial de Recuperação de Empresas e altera o Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas e o Código do Imposto sobre o Valor Acrescentado.

Lusa

  • Comissário europeu alerta para falta de prevenção de desastres como incêndios
    0:51

    País

    O comissário europeu responsável pela ajuda humanitária diz que os incêndios em Portugal, no ano passado, mostraram as fragilidades da resposta europeia. Num seminário esta manhã no Parlamento, o responsável considera que o novo mecanismo europeu de proteção civil deve dar uma resposta mais imediata e sublinhou a importância da prevenção.

  • António Costa avisa que limpeza de terrenos é obrigatória
    2:13

    País

    António Costa esteve esta quinta-feira em Tondela no lançamento da empreitada para a reconstrução de 94 casas destruídas pelos incêndios de outubro passado. O primeiro-ministro avisou que a limpeza em volta das casas é obrigatória. As obras deverão estar concluídas até ao final do ano e vão custar cerca de 10 milhões de euros.

  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Inocência e talento marcaram o 9.º dia de Mundial
    0:56
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após violenta tempestade
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC